Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Viúva de atacante equatoriano acusa médicos de descaso no atendimento

São Paulo (SP)

A esposa do equatoriano Christian Benítez apontou o descaso dos médicos como principal fator para a morte do jogador equatoriano. O atleta de 27 anos morreu na última segunda-feira, em decorrência de uma parada cardiorrespiratória em uma clínica do Qatar, onde Benítez defendia o Al Jaish.

“Estivemos mais de duas horas sem receber atenção médica apropriada”, acusou Liseth Chalá, em entrevista ao canal ESPN.

De acordo com a viúva, ela e o marido se encaminharam para o hospital depois de Benítez reclamar de fortes dores abdominais. Liseth disse que a primeira medida tomada pelos médicos foi aplicar sedativos no jogador, que não surtiram efeito.

A causa da morte ainda está sendo investigada. A suspeita inicial dos familiares dá conta de que uma forte apendicite teria desencadeado a parada cardiorrespiratória.

AFP
"Chucho" Benítez era um dos principais nomes da seleção equatoriana (foto: Omar Torres)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade