Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Zé Roberto, Biteco e Vargas podem sofrer punições no STJD

Porto Alegre (RS)

O departamento jurídico do Grêmio terá bastante trabalho nas próximas semanas. Nesta segunda-feira, más notícias envolveram o elenco tricolor em termos disciplinares: Zé Roberto, Matheus Biteco e Vargas correm o risco de sofrerem punições severas por conta de incidentes nos dois últimos jogos da equipe no Campeonato Brasileiro, contra o Botafogo. No caso do primeiro, a pena pode chegar a seis meses.

Zé Roberto foi denunciado pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva pelo lance que causou a fratura no tornozelo do lateral direito Lucas, do Botafogo. A denúncia foi feita no artigo 254, que fala em jogada violenta, e a pena pode ser de até 180 dias, caso o ala do time carioca fique sem jogar por todo esse período, o camisa 10 do Grêmio não joga mais a atual temporada brasileira.

Já Matheus Biteco e Vargas passarão por julgamento no STJD por conta de suas expulsões na derrota para o Criciúma, como todos os jogadores que levam cartão vermelho. O problema é que a súmula do árbitro Felipe Gomes da Silva relata agressões dos dois atletas gremistas nos lances que causaram suas expulsões.

Segundo o relato da arbitragem, Biteco atingiu “com um tapa a cabeça na região posterior do seu adversário”, enquanto Vargas deu “um pontapé por trás nas pernas de seu adversário”. A súmula também registra que nenhum dos dois atletas do Criciúma (Leandro Brasília, no caso de Biteco, e Amaral, no caso de Vargas) necessitou de atendimento médico por conta das agressões.

A denúncia do STJD nos casos de Matheus Biteco e Vargas deve ocorrer nos próximos dias. Assim que forem enquadrados em algum artigo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva é que se saberá quanto tempo ambos poderão ficar afastados dos gramados.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade