Atletismo/Mundial de Moscou - ( - Atualizado )

Em final emocionante, Ohuruogu garante título na chegada dos 400m

Moscou (Rússia)

Campeã olímpica em Pequim-2008 e medalhista de prata em Londres-2012, a britânica Christine Ohuruogu é conhecida pelo forte ritmo na parte final de suas provas. Nesta segunda-feira, ela utilizou a arma para ultrapassar a atual campeã Amantle Montsho, de Botsuana, exatamente na linha de chegada dos 100m rasos no Mundial de Moscou.

Após o final da prova, ambas ficaram esperando a confirmação do resultado sem esboçar nenhuma comemoração. A diferença entre as duas foi mínima: Ohuruogu cravou 49s404, contra 49s408 de Montsho. O bronze ficou com a russa Antonina Krivoshapke, que anotou 49s78.

AFP
Ohuruogu (à dir.) disparou no final da prova para conquistar o ouro em Moscou
Outro destaque entre as mulheres foi Shelly-Ann Fraser-Pryce. Sem dar chance às rivais, a jamaicana completou os 100m rasos em 10s71 e estabeleceu novo recorde mundial. Além disso, ela recuperou-se do título perdido para Carmelita Jeter em Daegu-2011.

A norte americana foi apenas a terceira colocada em Moscou, com 10s93. A medalha de prata ficou com a marfinense Murielle Ahoure, que cruzou a linha de chegada apenas 0s01 à frente da campeã anterior.

Quem não teve a mesma sorte de Shelly-Ann foi Andrew Riley. O jamaicano foi apenas o oitavo na decisão dos 110m com barreira. A medalha de ouro ficou com o norte-americano Davide Oliver, que cravou 13s00 e estabeleceu novo recorde mundial. Ele foi seguido pelo compatriota Ryan Wilson (13s13) e o russo Sergey Shubenkov (13s24), que impediu três representantes dos EUA no pódio por apenas 0s03 de vantagem sobre Jason Richardson.

Também com recorde mundial (81,97m), o polonês Pawel Fajdek surpreendeu no arremesso de martelo e ficou com o ouro, seguido pelo húngaro Krisztian Pars e o tcheco Lukas Melich. Já no arremesso de peso feminino, Valerie Adams conquistou seu quarto título mundial com 20,88m. A neozelandesa superou a alemã Christina Schwantz e a chinesa Lijiao Gong.

AFP
Shelly-Ann Fraser-Pryce recuperou-se da derrota em Daegu-2011 em grande estilo

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade