Atletismo/Mundial - ( - Atualizado )

No limite, Brasil vai à final no revezamento 4x400m masculino

Moscou (Rússia)

Depois de terminar a segunda sessão em 3min01s09, a equipe brasileira teve que esperar o final da prova para saber se continuaria na competição. Apesar do tom de lamentação nas declarações após cruzarem a linha de chegada, os brasileiros tiveram sorte, contaram com o ritmo fraco da terceira bateria e se classificaram para a final do revezamento 4x400m no Campeonato Mundial de Atletismo.

Seguindo o regulamento da competição, as duas melhores equipes de cada um dos três grupos avançavam, junto com as outras duas com o melhor tempo. Dessa forma, do grupo 2 avançaram Estados Unidos e Trinidad e Tobago, por terem terminado nas primeiras posições, e Bélgica e Brasil, com os melhores tempos.

Mesmo que tenha se classificado no sufoco, o Brasil fechou a prova com a sexta melhor marca, superando a Rússia, primeira colocada da terceira sessão.

Na prova, Pedro Luiz de Oliveira largou bem e se manteve entre os primeiros colocados, passando o bastão para Wagner Cardoso. Anderson Henriques, que foi o terceiro competidor da equipe, correu muito bem e diminuiu a diferença para o segundo colocado, mas Hugo de Sousa não conseguiu manter o ritmo e acabou sendo ultrapassado pelo belga Deon Lendore.

Os Estados Unidos terminaram em primeiro na eliminatória, com 2min59s85, tempo que superou a melhor marca do ano. O segundo lugar ficou com a Jamaica (3min00s41), que foi a líder da primeira bateria.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade