Atletismo/Mundial - ( - Atualizado )

Bolt conquista título mundial dos 100m e reestabelece hegemonia

Moscou (Rússia)

O jamaicano Usain Bolt retomou a hegemonia completa na velocidade na tarde deste domingo. Com a marca de 9s77, o astro venceu a prova de 100m do Mundial de Moscou e recuperou o título que havia perdido de forma surpreendente na edição de Daegu-2011.

Cauteloso, Bolt adotou uma largada conservadora, mas ainda assim registrou sua melhor marca na temporada. O norte-americano Justin Gatlin também bateu o próprio recorde em 2013 (9s85) e ficou com a prata, seguido pelo jamaicano Nesta Carter (9s95).

Descontraído, Bolt entrou na pista do Estádio Olímpico de Moscou ao som de reggae e caminhou calmamente pelo percurso. Durante a apresentação oficial, ele fez graça e simulou abrir um guarda-chuva, já que as precipitações haviam começado há pouco.

Depois de largar de maneira conservadora, Bolt, como de costume, acelerou na segunda metade da prova e venceu sem correr riscos. Cercado por fotógrafos, ele saudou o público, foi cumprimentado por Gatlin e, enrolado na bandeira da Jamaica, fez o tradicional gesto do raio com os braços.

AFP
Velocista jamaicano Usain Bolt comemora mais um título mundial nos 100m em Moscou. Crédito: Olivier Morin
Usain Bolt foi campeão nos 100m, nos 200m e no revezamento 4x100m nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008 e Londres-2012 e no Mundial de Berlim-2009. Na edição de Daegu-2011, ele queimou a largada na prova mais rápida e acabou eliminado, mas venceu nas outras duas distâncias.

A prova de 100m do Mundial de Moscou foi esvaziada pelos recentes casos de doping do norte-americano Tyson Gay e do jamaicano Asafa Powell. Oficialmente lesionado, o também jamaicano Yohan Blake, campeão em Daegu, não competiu. Alheio aos desfalques, Bolt reestabeleceu sua hegemonia na Rússia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade