Futebol/Brasileiro Série A - ( )

Apesar de derrota, Marquinhos exalta postura do Coxa contra Cruzeiro

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

A derrota para o Cruzeiro por 1 a 0 não vai tirar o Coritiba do G4 do Campeonato Brasileiro 2013 e parece também não ter abalado jogadores e comissão técnica alviverde, que apesar de evitar falar em alívio com o fim da pressão de seguir sem perder, sabe que o time pode ter mais tranquilidade para trabalhar daqui para frente. O técnico Marquinhos Santos, aliás, não escondeu sua satisfação com o time, que não abdicou de atacar, mesmo jogando no Mineirão.

“Novamente o Coritiba apresentou um belo futebol e mostrou a força do grupo. Estávamos sem cinco atletas considerados titulares e mesmo assim mantivemos nosso padrão de jogo. Nos propomos a atacar, manter a posse e criamos oportunidades”, disse o comandante alviverde, que ainda assim não achou o resultado injusto pelo nível de dificuldade da partida. “Foi um jogo de duas equipes que lutam por algo grande”, acrescentou.

Marquinhos minimizou a perda da invencibilidade e ainda destacou o postura do Coxa em campo. “Invencibilidade é gostoso, é prazeroso, mas é inevitável que uma hora viria a derrota. Ela veio, as ainda assim me chamou atenção a postura da equipe. Colocamos o Cruzeiro defensivamente e criamos as oportunidades. A mesma jogada que saiu o gol do Cruzeiro, fizemos semelhante, mas não conseguimos fazer”, concluiu.

O treinador coxa-branca, entretanto, terá problemas para escalar o time que enfrenta o Grêmio na próxima rodada. O volante Júnior Urso e o atacante Deivid seguem fora, em tratamento. O meia Alex é dúvida e será reavaliado para saber se ainda tem dores no tornozelo. Bill, que saiu no primeiro tempo por dores musculares e Keirrison, com um pancada no joelho, devem ser vetados.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade