Futebol/Mercado - ( - Atualizado )

Após goleada para o Barça, Santos sonda Abel Braga e Ney Franco

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

A crise aberta no Santos após a goleada de 8 a 0 sofrida para o Barcelona (Espanha), na última sexta-feira, no Camp Nou, tem gerado mudanças na estrutura administrativa do clube. Mas, a direção do Peixe também pode alterar algumas situações referentes ao time de futebol. Com Claudinei Oliveira no comando interino da equipe praiana, desde a demissão de Muricy Ramalho, no dia 31 de maio, a cúpula santista não o efetivou como técnico. Nos últimos dias, Abel Braga e Ney Franco foram procurados por dirigentes alvinegros para ocupar o cargo.

O vice-presidente, Odílio Rodrigues, que está afastado por licença médica, viajou no último fim de semana para o Rio de Janeiro, onde conversou com Abel. O ex-treinador do Fluminense não se empolgou com o primeiro contato realizado pelo Santos.

A intenção de Abel Braga é aproveitar um período de descanso, viajando para a Europa, e só assumir um novo time a partir de janeiro do ano que vem. O Peixe, entretanto, acredita que uma maior proposta salarial pode demovê-lo desta ideia. Na viagem para a capital fluminense, Odílio deixou encaminhado o acerto com Zinho, novo gerente de futebol santista.

Sobre Ney Franco, a admiração da diretoria alvinegra pelo trabalho do comandante é antiga. Em 2011, antes de contratar Muricy, o Santos chegou a tentar a sua liberação junto à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) - o técnico dirigia a Seleção Brasileira sub-20, na época.

Com o profissional desempregado, após a sua saída do São Paulo, o fato de Ney ter uma maior experiência, em comparação com Claudinei, e ser um treinador que aproveita os talentos oriundos das categorias de base, agradam aos dirigentes do Peixe.

Porém, vale destacar que os santistas ainda não chegaram a oferecer uma proposta de trabalho concreta para Ney Franco. As conversas podem evoluir nos próximos dias.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade