Futebol/Série C - ( - Atualizado )

Após imbróglio, Treze e Rio Branco se enfrentam em crise na Série C

Campina Grande (PB)

Vivendo fortes crises financeiras, Treze-PB e Rio Branco-AC os times se enfrentam nesta quarta pela primeira vez  desde que travaram uma disputa na Justiça pela última vaga na Série C, imbróglio iniciado em 2011, que terminou com ambos os times no Grupo A de uma terceira divisão com 21 times neste ano.

Mas “o tiro saiu pela culatra” para ambas as equipes. Com um time a mais, o regulamento passou a rebaixar três equipes no grupo ao invés de duas e atualmente, os dois times figuram na zona de descenso da chave. Por isso, chegam para o duelo desta quarta, no estádio Presidente Vargas, em Campina Grande, às 20h30, em busca desesperada por uma vitória para amenizar a crise pelo menos dentro de campo.

Os paraibanos vêm de uma derrota por 6 a 0 para o Santa Cruz no último sábado e, ocupando a nona colocação, vivem a possível saída do técnico Luciano Silva. Mas se o treinador ainda resiste após a derrota, quatro jogadores não tiveram a mesma sorte e foram dispensados pelo Treze: o goleiro Cléber, o volante Richardson, o meia Wallace e o atacante Soares.

O time passa por graves problemas financeiros, e tem uma dívida superior aos R$ 2,3 milhões. Eduardo Medeiros, presidente do clube, chegou inclusive a declarar que o clube está falido e pediu à torcida alvinegra, caracterizada por ele como “único patrimônio do clube”, para que compareça ao Presidente Vargas e ajude o time neste momento difícil.

No entanto, o time deve ter uma boa novidade para pegar o Estrelão: o atacante Tiago Chulapa, artilheiro do time no estadual, está de volta ao clube, teve sua documentação regularizada e pode fazer sua reestreia pelo Treze.

Do lado do Rio Branco-AC, lanterna do grupo, com apenas três pontos em nove jogos, o time terá não só desfalques por lesão e suspensão, como também por problemas extracampo. Além de Paulinho Pitbull, Danilo Portugal, Selmir e Araújo, que não têm condições de jogo, e Leandro Camilo, que cumpre suspensão, Testinha está sem contrato registrado com o clube e não poderá atuar.

O Rio Branco vive atualmente a pior crise financeira de sua história e a falta de dinheiro faz com o que a diretoria do clube cogite até uma possível desistência da Série C. O elenco está atualmente com três meses de salário atrasado e alguns dos jogadores têm tido problemas até para chegar aos treinos do time. Por enquanto, o técnico Everton Goiano segue no time, mas o gerente de futebol, Natal Xavier, não aguentou a situação e pediu demissão nesta semana.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade