Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Atlético-PR vence o Bahia por 1 a 0 e se aproxima de vez do G-4

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Atlético Paranaense segue com sua arrancada no Campeonato Brasileiro 2013 e chegou a sua quarta vitória consecutiva ao bater o Bahia por 1 a 0, na Vila Capanema. CO o resultado, o Rubro-Negro chega aos mesmos 19 pontos do adversário, mas com vantagem nos critérios de desempate, ocupando a sexta colocação, um ponto apenas atrás do G-4.

Depois de perder algumas oportunidades e demorar a aproveitar um jogador a mais em campo, o Furacão conseguiu marcar seu gol aos 35 minutos da etapa final, com Paulo Baier, que recebeu passe açucarado de Dellatorre e bateu para o fundo das redes.

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense enfrenta o Internacional, domingo, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. Já o Bahia encara o Grêmio, no mesmo dia, na Fonte Nova, em Salvador.

O jogo - O furacão começou em alta velocidade e, logo no primeiro minuto, Dellatorre deixou a marcação para trás e bateu cruzado para boa defesa de Marcelo Lomba. Aos seis minutos foi a vez de Felipe arriscar o chute, mas fácil para o goleiro tricolor. O Bahia parecia nervoso em campo, e errava demais. Por sua vez, o Furacão não caprichava nos ataques, com pouca inspiração de meias e atacantes.

Arte GE.Net
Em sua primeira chegada perigosa, aos 10 minutos, o time baiano quase abriu o placar com Marquinhos, que recebeu na cara do gol mas não contava com a recuperação de Manoel. Na resposta, Paulo Baier chutou cruzado e Lomba salvou com os pés. O Rubro-Negro dominava as ações, mas continuava arrematando muito mal e errando o último passe. Aos 24 minutos, Fahel invadiu a área e disparou o chute para defesa de Weverton.

O Atlético ainda se complicava atrás, como aos 32 minutos, quando Pedro Botelho entregou a bola para Souza rolar para Marquinhos, que parou em Weverton. Aos 38 minutos, Paulo Baier cobrou falta, mas praticamente recuou para o goleiro. Sem conseguir entrar na defesa atleticana, Léo arriscou de longe e isolou. Aos 45 minutos, Madson fez falta violenta em Zezinho e foi expulso.

Depois do intervalo, o técnico Cristóvão Borges tentou recompor o Bahia com a saída de Marquinhos para entrada de Neto. Como era esperado, o Furacão pressionava, mas o adversário mais recuado impedia os arremates. Aos nove minutos para desespero do torcedor rubro-negro, Dellatorre recebeu um lançamento perfeito de Paulo Baier e, na cara do gol, conseguiu bater para fora.

Divulgação/Atlético-PR
Paulo Baier chegou à expressiva marca de 93 gols anotados em partidas da Série A (Foto: Gustavo Oliveira)
O Atlético tinha domínio total, pressionava, mas não decidia. O técnico Vagner Mancini apostou nas entradas de Ederson e Elias. Aos 18 minutos, o meia arriscou o primeiro chute e carimbou a defesa. O ferrolho baiano era quase intransponível. Aos 23 minutos, Elias tentou mais um chute de longe, sem sucesso. Em uma rara chegada do Tricolor, Talisca cobrou falta aos 27 minutos, e parou em Weverton.

Dellatorre seguia perdendo oportunidades, como aos 29 minutos, tentando chutar de primeira, desequilibrado, sem direção. Até que o maestro apareceu, aos 35 minutos. Paulo Baier recebeu passe de Dellatorre e disparou para o fundo das redes. Na resposta, dois minutos depois, Wallyson invadiu a área paranaense e quase empatou. Porém, o resultado estava definido, com o Furacão administrando bem até o final.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade