Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Avaí domina Ceará na Ressacada, mas leva empate após expulsão

Florianopolis (SC)

Buscando manter série invicta na Série B do Campeonato Brasileiro, o Avaí recebeu o Ceará na Ressacada, controlou boa parte do confronto, mas saiu de campo frustrado com o empate em 1 a 1. Apático durante o primeiro tempo, o Vozão cresceu após a expulsão de Eduardo Costa e voltou a pontuar depois de duas partidas.

Com bons passes e movimentação, o meia Marquinhos foi o principal nome do jogo e abriu o placar aos 43 minutos do primeiro tempo. Aos 32 do segundo, pouco depois do cartão vermelho mostrado a Eduardo Costa, o ex-corintiano Lulinha empatou para os nordestinos, que vão a 18 pontos. Os catarinenses chegam a 23.

Na próxima rodada, a 17ª da competição nacional, o Ceará retorna para Fortaleza, onde recebe o Guaratinguetá na Arena Castelão. A partida está marcada para as 19h30 (de Brasília) de terça-feira. Já o Avaí só volta aos campos daqui uma semana, quando encara o América-RN às 21 horas de sexta-feira, sem local definido.

Arte GE.Net
O jogo – Desde os primeiros lances, Marquinhos já mostrava que seria o grande protagonista da noite na capital catarinense. Aos três minutos, cobrou falta na cabeça do zagueiro Alex Lima, que exigiu ótima defesa de Fernando Henrique. Pouco depois, o meia voltou a levantar na área visitante e Cléber Santana balançou as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento.

A pressão inicial dos donos da casa diminuiu e Fernando Henrique só voltou a ser incomodado aos 38 minutos, em mais um gol anulado. Beto recebeu livre na marca do pênalti e concluiu com perfeição, mas também estava em posição irregular. O Vozão respondeu na sequência com o atacante Richelly, que mandou com muito perigo para Diego.

Aos 43 minutos, no entanto, o Avaí voltou a ser incisivo e desta vez a arbitragem validou o gol na Ressacada. Cléber Santana construiu boa jogada pela ponta direita, levantou a cabeça e tocou para dentro da área. Marquinhos apareceu sem marcação e bateu com categoria no contrapé de Fernando Henrique para abrir o placar.

Na etapa complementar, o Ceará seguiu sem criatividade no setor de armação e passou a se preocupar com os contra-ataques alvicelestes. Primeiro Cléber Santana perdeu chance cara a cara com Fernando Henrique, depois o volante Rodrigo Thiesen mandou para fora após passe preciso do meia Ricardinho.

Aos 29 minutos do segundo tempo, o Leão sofreu um duro golpe. Enquanto o árbitro esperava a cobrança de falta perigosa na entrada da área cearense, o volante Eduardo Costa se estranhou com o lateral direito Marcos, desferiu uma cotovelada e acabou recebendo o cartão vermelho.

O castigo pela imprudência do camisa 5 foi praticamente imediato. Aos 33 minutos, o ataque do Vozão trabalhou a bola com paciência até achar os buracos na defesa catarinense. Léo Gamalho recebeu de Magno Alves na ponta direita, tocou para trás e Lulinha bateu no cantinho para definir o empate no marcador.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade