Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Botafogo e Inter duelam no Maracanã para continuarem à frente

Gazeta Press e Vicente Fonseca Rio de Janeiro (RJ)

Em um jogo que tem tudo para ser um dos mais disputados do Campeonato Brasileiro, o Botafogo recebe o Internacional nesta quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), no Maracanã, pelo complemento da 14ª rodada. Com 25 pontos, o Alvinegro, que vem de empate por 1 a 1 com o Goiás, pretende permanecer entre os líderes da competição. Já o Colorado, que no fim de semana ficou no 2 a 2 com o Atlético-PR, tem como principal meta encostar na zona de classificação para a próxima Copa Libertadores.

Oswaldo de Oliveira, técnico do Botafogo, tem procurado trabalhar junto aos jogadores a necessidade deles controlarem a ansiedade em alguns momentos. Nos dois últimos jogos, contra o Goiás e no empate por 2 a 2 com o Atlético-MG, o Alvinegro carioca saiu na frente no placar e não conseguiu segurar o resultado. O treinador sabe que esses pontos perdidos podem fazer diferença na reta final do torneio.

“Nós sabemos que será um jogo complicado contra o Internacional, que tem qualidade e que também precisa da vitória. Temos que ter equilíbrio para sairmos na frente, segurarmos o resultado com inteligência e conquistarmos a vitória, que é fundamental para nós. Não podemos desperdiçar a oportunidade de ganhar jogando em nossa casa”, analisou o treinador.

O zagueiro Dória foi outro que exaltou o adversário desta quinta. “Vamos enfrentar um dos melhores elencos deste Campeonato Brasileiro, sem sombra de dúvidas. Trata-se de um time com plenas condições de disputar o título e uma vaga na Libertadores, portanto, um concorrente direto do Botafogo. Sabemos que a qualidade do Inter também pode fazer a diferença e não podemos permitir que seus jogadores tenham liberdade para criar. A nossa marcação tem que ser eficiente ao longo dos 90 minutos para diminuirmos a nossa margem de erro”, receitou o defensor.

Para este compromisso, o Botafogo não poderá contar com o goleiro Jéfferson, servindo à Seleção Brasileira no amistoso contra a Suíça, assim como o meia Lodeiro, que se apresentou à seleção do Uruguai para um amistoso contra o Japão. O lateral-direito Gilberto foi advertido com o terceiro cartão amarelo no empate com o Goiás e terá que cumprir suspensão. Assim, Renan assume o gol alvinegro, enquanto que Edilson entra na lateral-direita. Como Seedorf está bem fisicamente, vai atuar. Assim, o atacante Elias segue na vaga de Lodeiro e Rafael Marques jogará um pouco recuado, no meio-de-campo, a exemplo do que fez contra os goianos. As boas notícias ficam por conta dos retornos do zagueiro Bolívar e do volante Gabriel, que cumpriram suspensão diante do Goiás e reaparecem nas vagas de André Bahia e Renato, respectivamente.

Arte GE.Net
Do outro lado, há três jogos sem vencer na Série A, o Internacional busca recuperação dentro da competição, para não perder contato com os líderes. O técnico Dunga, no entanto, tem diversos problemas para escalar sua equipe. Há desfalques tanto na defesa quanto no meio ou no ataque.

A primeira lacuna é a lateral-direita: os três jogadores nativos da função no elenco rubro (Gabriel, Ednei e Cláudio Winck) estão lesionados. Com isso, Jorge Henrique será improvisado no setor. No Gre-Nal do último dia 4, atuando por ali, ele foi expulso ao cometer falta por trás no centroavante Barcos. Na zaga, Índio, em recuperação de problema muscular, segue fora do time. Ronaldo Alves será mantido.

No meio, Josimar está lesionado e Aírton cumpre suspensão. Com isso, Ygor volta ao time titular. Ele não atua pela equipe desde o Gauchão, por conta de uma sequência de lesões. Na frente, sem Forlán, outro convocado pela seleção uruguaia, Scocco permanece ao lado de Leandro Damião. Outra mudança na equipe, mas por opção técnica, é a saída de Kleber da lateral-esquerda. Fabrício recupera a posição de titular. Alex permanece na articulação ao lado de D’Alessandro.

Se as dificuldades são grandes, o retrospecto anima. Fora de casa, o Inter só perdeu um jogo neste Brasileiro. Além disso, a equipe mantém 100% contra equipes cariocas dentro do torneio. A última derrota para o Botafogo, no Rio de Janeiro, ocorreu no Brasileirão de 2009.

Jogando como visitante diante do Fogão, o Inter venceu mais que perdeu em Brasileiros (nove vitórias, sete empates e seis derrotas). A situação, curiosamente, inverte-se nos jogos entre as duas equipes em Porto Alegre, quando a Estrela Solitária acumula mais sucessos que fracassos.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X INTERNACIONAL

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de agosto de 2013, quinta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)

BOTAFOGO: Renan, Edilson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Seedorf, Vitinho e Rafael Marques; Elias
Técnico: Oswaldo de Oliveira

INTERNACIONAL: Muriel, Jorge Henrique, Ronaldo Alves, Juan e Kleber; Bolatti (Ygor), Willians, Alex e D'Alessandro; Scocco e Leandro Damião
Técnico: Dunga

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade