Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Com Valdivia, Verdão joga no Ceará para seguir aproveitando Série B

William Correia São Paulo (SP)

Eliminado logo na primeira fase que disputou na Copa do Brasil, o Palmeiras só tem a Série B do Brasileiro para disputar até o fim do ano. E o próximo passo para se aproveitar da segunda divisão nacional, na qual é líder com folga, será dado às 21 horas (de Brasília) deste sábado, em visita ao Ceará, no Castelão. Com uma rara novidade: Valdivia em campo.

Como em todos os jogos decisivos do time desde sua volta ao clube, em 2010, o chileno foi problema e desfalcou a equipe nos dois jogos contra o Atlético-PR pela Copa do Brasil. Sem seu jogador mais caro, o Verdão teve péssima atuação e admitiu até ter passado vergonha ao perder por 3 a 0 em Curitiba na última quarta-feira.

Mas o que deve ser o último momento de reconstrução no ano inicia neste fim de semana, em uma competição que não tem apresentado dificuldades para o maior detentor de títulos nacionais no Brasil. Na Série B, mesmo Gilson Kleina, responsável por intensa irritação no presidente Paulo Nobre, está mantido por conta de um desempenho praticamente à prova de críticas na avaliação dos resultados.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Desfalque nos últimos cinco jogos, Valdivia volta antes de ficar ausente de novo para se apresentar à seleção
O Palmeiras igualará a melhor campanha da história no primeiro turno da segunda divisão caso some quatro pontos nos dois próximos jogos. Para aumentar o otimismo, o pressionado Kleina, praticamente fora dos planos para o centenário do clube, aproveitará a suspensão de Charles para escalar um time mais ofensivo, com Valdivia ao lado de Mendieta. A outra novidade está na zaga com Tiago Alves, substituto de Vilson, negociado por R$ 700 mil com o Stuttgart, da Alemanha.

Desfalque nas últimas cinco partidas por edema na coxa direita, Valdivia atuará pela última vez pelo clube antes de ficar, ao menos, mais três jogos fora para estar à disposição de sua seleção. Como o camisa 10 estará em campo, os desfalques para o duelo no Nordeste, além de Charles, se limitam aos machucados atacantes Vinicius e Ananias e os volantes Léo Gago e Marcelo Oliveira, que buscam melhor condicionamento físico após enfrentarem lesões.

Quem for usado terá a missão de ‘juntar os cacos’ da apática atuação de quarta-feira. “Estamos no mesmo barco e temos de manter a liderança, porque nosso objetivo é o título. Temos que erguer a cabeça”, solicitou Henrique, capitão da equipe que lidera a Série B com quatro pontos e um jogo a mais em relação à Chapecoense, segunda colocada.

Divulgação/Ceará S.C.
O atacante Mota retorna ao Ceará após quase três meses para formar parceria com o veterano Magno Alves
O Ceará, por sua vez, realiza campanha bem menos efetiva. Só somou 21 pontos em 17 jogos e está mais perto da zona de rebaixamento do que da faixa de acesso. Mas tem uma boa notícia: o atacante Mota, ídolo do clube, volta a jogar após quase três meses e formará parceria com o veterano Mago Alves.

“É um tempo considerável sem jogar, mas temos jogadores de qualidade. É fácil voltar com eles para me ajudar. Espero que, dentro de campo, o entrosamento seja natural”, falou Mota, que terá menos proteção na retaguarda. O técnico Sérgio Soares voltará a escalar dois volantes e, com a lesão de Anderson Marques, Potiguar atuará na zaga com Diego Ivo.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
CEARÁ X PALMEIRAS

Local: estádio Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 31 de agosto de 2013, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Alicio Pena Junior (MG)
Assistentes: Aelson Mariano Campelo Gomes e Sergio Campelo Gomes (ambos do MA)

CEARÁ: Fernando Henrique; Marcos, Potiguar, Diego Ivo e Vicente; João Marcos, Xaves, Ricardinho e Rogerinho; Mota e Magno Alves
Técnico: Sérgio Soares

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Tiago Alves, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Wesley, Mendieta e Valdivia; Leandro e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade