Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Conselho rejeita reunião por impeachment e aprova membros de Comitê

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Em reunião na noite desta segunda-feira, o Conselho Deliberativo do Santos aprovou cinco novos nomes para o Comitê de Gestão do Peixe. Com as saídas de Pedro Luiz Nunes Conceição, Caio De Stefano e Luciano Moita, além de mais dois cargos que já estavam vagos, o presidente em exercício, Odílio Rodrigues, indicou os novos integrantes do órgão responsável pelas decisões administrativas diárias do clube praiano.

Mesmo com alguns votos contra e abstenções, os nomes de José Paulo Fernandes, Ronald Luiz Monteiro, Luis Cláudio de Aquino Barroso Pereira, Thiers Fleming Camara Junior e Francisco Cembranelli foram aprovados pela maioria dos conselhos. O quinteto se junta a José Berenguer e Luiz Fernando Vendraminni Fleury Filho no Comitê de Gestão.

Votação do pedido de reunião por impeachment - A mesa diretiva do Conselho Deliberativo também submeteu a votação o pedido de reunião extraordinária para a votação do presidente Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro, licenciado por problemas de saúde. O presidente do Conselho, Paulo Schiff, e seus demais pares deram parecer contrário a realização da reunião.

Com grupos de conselheiros favoráveis e contras o encontro para a votação sobre o impeachment, o clima esquentou entre alguns dos membros do órgão, principalmente durante o discurso do oposicionista Celso Leite, que foi interrompido enquanto fazia a sua explanação aos demais membros do Conselho.

Porém, o pedido foi submetido a votação dos conselheiros, que em sua maioria rejeitaram a possibilidade de uma reunião extraordinária para discutir o pedido de impeachment de Laor.

Protesto de grupo de torcedores - Do lado de fora, enquanto os conselheiros debatiam os assuntos da ordem do dia, um grupo de torcedores protesto contra a direção santista, em frente a Vila Belmiro. Do lado de dentro do Salão Vidal Behor Sion, do Conselho Deliberativo, os coros entoados pelo grupo e músicas ironizando os dirigentes podiam ser escutados. Os torcedores também levaram faixas pedindo o fim do Comitê de Gestão.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade