Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Cuca afirma que Atlético-MG mereceu empate pela luta dos atletas

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG não conseguiu vencer o Botafogo no Independência, mas ao menos acabou com a sequência de três derrotas seguidas no Brasileiro. Para o técnico Cuca, o duelo contra os cariocas foi muito disputado, com um clima de tensão e muita marcação dos botafoguenses, que dificultaram ao máximo a vida do Galo.

“Um jogo muito tenso, com um primeiro tempo muito corrido de ambas as partes. O Botafogo com uma marcação muito forte, dobrada, até triplicada, e saiu na frente em bola parada, e nós tivemos que ter até mais esforço para empatar o jogo. O Botafogo se fechou bem, principalmente na segunda etapa, e não teve como penetrar por dentro, então tinhamos que trabalhar pelo lado do campo, e empatamos o jogo no final”, analisou.

Apesar das dificuldades, o treinador atleticano entende que o time mineiro dominou a partida após sofrer o primeiro gol do Botafogo, e que mereceu o empate pela luta e pela perseverança dos jogadores que se esforçaram até o final para conquistar o resultado. Para Cuca, o ponto obtido no finalzinho do jogo foi favorável pelas circunstâncias da partida.

“No geral depois do gol do Botafogo nós tomamos conta da partida, saímos para cima e merecemos o empate pela luta, pela perseverança, ainda que fosse no minuto 48 do jogo, que foi muito truncado no segundo tempo. Não deu para vencer e temos que entender que este ponto pode ser bastante favorável”, declarou.

Questionado sobre a arbitragem do paulista Raphael Claus, que teria prejudicado o Atlético-MG, Cuca procurou evitar polêmicas e não entrou em detalhes. “Eu não vou falar nada sobre arbitragem porque se não parece que é choro. Eu não iria reclamar nem se tivesse perdido, então não vou falar nada”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade