Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Diretoria do São Paulo não leva resultados de Autuori em conta

Tossiro Neto São Paulo (SP)

O São Paulo demitiu Ney Franco sob alegação de que, embora gostasse do treinador, "futebol não tem purgatório, só céu e inferno, vitória ou derrota". O sucessor, Paulo Autuori, tem oito derrotas, três empates e apenas uma vitória, mas, ao contrário do comandante anterior, não será analisado pelos resultados da equipe.

"Não há nenhuma perspectiva de mudança, quaisquer que sejam os resultados", disse o vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, um dos responsáveis pelo anúncio da demissão de Ney Franco, no início de julho.

Na opinião do dirigente, única voz oficial do clube desde a saída de Adalberto Baptsita da diretoria de futebol, Autuori tem realizado um bom trabalho à frente do time, a despeito do aproveitamento pífio de 17% e da penúltima colocação no Campeonato Brasileiro.

Djalma Vassão/Gazeta Press
João Paulo de Jesus Lopes negou qualquer chance de demitir Paulo Autuori pelos resultados do time
"Entendemos que o trabalho está sendo o melhor possível. O time vem em evolução, está conseguindo recuperar algumas coisas. O time está indo muito bem no preparo físico, está com motivação muito grande. O Paulo está recuperando a autoestima dos jogadores. A gente percebe que, nas últimas partidas, o São Paulo não decepcionou", avaliou.

Questionado sob o risco de queda à segunda divisão, entretanto, Jesus Lopes mostrou já não duvidar da possibilidade. Ainda que se explicando de maneira confusa, indo de encontro à evolução que diz enxergar na formação treinada por Autuori.

"Time grande não cai, porque time grande tem competência e qualidade. O que cai é clube grande. O São Paulo pode cair, sem dúvida nenhuma, porque é um clube grande. Mas acredito que nosso time tenha condição de superar essa fase. Estou confiante, estamos trabalhando nesse sentido", tentou explicar.

Quatro pontos abaixo da Ponte Preta, primeiro time fora da zona de rebaixamento, o São Paulo volta a campo no domingo, quando enfrenta o Fluminense, no Morumbi.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade