Futebol/Copa do Brasil - ( )

Dorival Júnior quer torcida do Vasco paciente com Nei e Marlone

Rio de Janeiro (RJ)

A torcida do Vasco da Gama viveu momentos distintos na vitória de virada sobre o Nacional-AM, que garantiu passagem às quartas de final da Copa do Brasil. Enquanto mostrou empolgação com mais um bom jogo do garoto Marlone, o torcedor vascaíno começou a partida pegando no pé de Nei e depois celebrou o lateral direito de maneira irônica.

Marlone já havia sido elogiado pelo desempenho no empate em 1 a 1 com o Corinthians, quando teve de substituir o negociado Eder Luis de última hora. Com personalidade, o jovem meia-atacante infernizou a defesa do Timão e ganhou prestígio com o técnico Dorival Júnior. Diante do Naça, a cria das categorias de base teve mais uma boa atuação e ainda marcou um dos gols.

“É muito cedo para que tenhamos uma certeza em relação a ele. É um garoto que está criando uma identidade, é muito cedo para definir alguma coisa. Ele vem evoluindo e fez boas atuações. Temos que ter calma e dar tempo ao jogador para adquirir uma melhor condição. Mas ele precisa ser valorizado pelo que produziu nas duas atuações que teve”, pediu o treinador.

Já a relação de Nei com a torcida foi completamente diferente. O experiente defensor vinha sendo vaiado antes de perder a vaga de titular para Fagner e retornou para o time principal como capitão na última quinta-feira para que o ex-corintiano resolvesse pendências particulares na Alemanha.

Marcelo Sadio/vasco.com.br
Nei teve atuação discreta no primeiro tempo, mas foi celebrado ironicamente pela torcida no segundo tempo
No começo do duelo com o Nacional, Nei voltou a ser perseguido pelos torcedores, mas depois de cobrar uma falta no travessão e dominar uma bola no peito com estilo, os gritos passaram a ser de ironia. A cada toque do lateral, os vascaínos gritavam e riam nas arquibancadas e chegaram a entoar cantos que tratavam Nei como melhor do que Neymar.

“Futebol é assim, são momentos bons e ruins. Nos momentos bons tem que ser inteligente e administrar. Nos ruins tem que passar por cima e conseguir a vitória. Me considero um vencedor por conseguir passar por esses momentos sem fazer besteira. Procuro trabalhar para que quando precisarem de mim poder retribuir da melhor maneira possível”, afirmou Nei.

O lateral foi defendido por Dorival Júnior, que se mostrou um pouco incomodado com a postura do torcedor cruz-maltino. “Esse tipo de profissional tem que ser valorizado e reconhecido. Ele se dedica e se doa à equipe, é bem visto e tem muitas qualidades como atleta. Sempre que chamado dá resposta boa e positiva. Ele tem campo para melhorar e evoluir junto com a equipe”, destacou o comandante.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade