Futebol/Brasileiro Série A - ( )

Enderson lamenta 1º tempo, mas vê “postura boa” do Goiás na etapa final

Goiânia (GO)

O jogo entre Goiás e Atlético-MG, neste sábado, no Serra Dourada, que acabou com empate por 0 a 0, teve dois tempos distintos. O primeiro foi dominado pelo Galo, que só não foi para os vestiários com vantagem por causa da falta de pontaria de seus atacantes. Já o segundo começou com o Goiás melhor, mas logo esfriou após a expulsão do lateral Vitor e o consequente recuo do Esmeraldino.

Para o técnico alviverde, Enderson Moreira, o resultado poderia ser melhor para os mandantes caso a sua equipe não tivesse atuado tão mal na primeira etapa. “Vi coisas boas no jogo, mas no primeiro tempo faltou encaixe. Quando não encaixamos na marcação do adversário, temos dificuldades. Foi bem abaixo do que eu esperava”, afirmou o comandante, que justificou a melhora na etapa complementar.

“No segundo tempo nós tivemos uma postura boa, conseguimos criar algumas situações de gol. Eu fiz uma mudança tática, coloquei o Dudu (Cearense) um pouco mais a frente, dificultando a saída de bola do Atlético-MG, e aí conseguimos ter a bola mais no nosso pé. Criamos umas duas ou três oportunidades de gol, mas, infelizmente, não conseguimos vencer”, completou o treinador, que viu sua equipe atuar com um jogador a menos a partir dos 27 minutos do segundo tempo, após o lateral Vitor ter sido expulso por agressão a Pierre.

Com o empate sem gols, o Esmeraldino estacionou no meio da tabela, ocupando, agora, a nona posição com 23 pontos. Na próxima rodada, a equipe deve encontrar, novamente, dificuldades para vencer na frente de seus torcedores, já que enfrenta o embalado Grêmio, no Serra Dourada. O jogo será disputado na terça-feira, às 19h30 (de Brasília).

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade