Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Herói da classificação, Magrão divide méritos com os companheiros

Recife (PE)

Grande personagem da classificação do Sport às oitavas de final da Copa Sul-americana, Magrão mantém a humildade que o fez ídolo na Ilha do Retiro. Mesmo pegando três cobranças de pênalti do rival Náutico, o goleiro e capitão divide os méritos da classificação com os companheiros.

“Não me classifiquei sozinho. Os meus companheiros de time fizeram os gols e eu defendi. Todos do elenco têm uma participação direta nessa conquista histórica para o Leão. Peguei três penalidades, mas todos nós estamos de parabéns”, elogia o jogador.

Esta não foi a primeira vez que Magrão defendeu pênaltis decisivos. Para ele, os anos de experiência à frente da meta rubro-negra facilitaram no momento da decisão por penalidades máximas.

“Um goleiro mais maduro consegue manter a tranquilidade, no momento da cobrança das penalidades. Isso é fundamental para conseguir realizar a defesa. Quando você é experiente, fica mais fácil manter a calma em um momento estressante como esse”, relata.

Apesar da alegria pelo feito histórico, Magrão acredita que a classificação do Sport poderia ter sido conquistada de maneira mais tranquila. “Poderíamos ter resolvido no tempo normal, mas fico feliz por ter conseguido defender as cobranças e ajudado o time a ir para próxima fase. Foi uma noite incrível. Teve um gostinho especial por ter ocorrido em um clássico contra o Náutico”, conclui o camisa 1.

Divulgação
Magrão foi o grande herói do Sport nas cobranças de pênaltis (Foto: Wagner Damasio)

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade