Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( )

Kleina exalta “poder da camisa” do Palmeiras após convocações

Bruno Oliveira, especial para a GE.NET São Paulo (SP)

Disputando o Campeonato Brasileiro da Série B nesta temporada, o Palmeiras acabou preterido por alguns atletas justamente por atuar na segunda divisão nacional. Autor de 29 gols na última temporada, o centroavante Hernán Barcos pediu para deixar o clube alviverde e ser negociado com o Grêmio. Entretanto, o clube alviverde tem em seu elenco quatro atletas convocados par três seleções distintas neste ano: Henrique (Brasil), Leandro (Brasil), Valdivia (Chile) e Eguren (Uruguai).

As recentes lembranças por parte dos adversários sul-americanos animaram os torcedores do Palmeiras, que em diversas oportunidades questionaram e provocaram Barcos através da internet. E, em entrevista concedida nesta terça-feira, o treinador Gilson Kleina não poupou elogios ao clube alviverde.

“É possível dimensionar o poder desta camisa. Independente da série, essa é uma equipe grande em qualquer competição. Os grandes treinadores e jogadores que passaram por aqui abriram portas. Para jogar aqui, você precisa ter qualidade primeiramente, mas também muita personalidade. É muito satisfatório ver quatro jogadores servindo suas seleções”, exaltou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Capitão do Palmeiras nesta temporada, Henrique foi convocado para dois amistosos da Seleção

Barcos ficou insatisfeito com a queda do clube alviverde para o Campeonato Brasileiro da Série B e pediu para ser negociado no início deste ano. Temendo ser preterido pelo treinador da seleção de seu país, Alejandro Sabella, o atleta argentino acertou transferência para o Grêmio em fevereiro. Entretanto, a última convocação ocorreu há 278 dias.

Antes de ser contratado pelo Palmeiras no início do último ano, em negociação com a LDU, Barcos chegou a ser cogitado para atuar pelo Equador. No entanto, o bom desempenho pelo time alviverde chamou atenção de Sabella, que o escalou em quatro oportunidades (duas como titular e duas como reserva). Durante os 156 minutos que esteve em campo, o centroavante não marcou nenhum gol.

O Palmeiras, por sua vez, continuou em alta no cenário sul-americano mesmo com a participação na segunda divisão nacional. O atacante Leandro, inclusive, marcou um gol na goleada da Seleção Brasileira por 4 a 0 sobre a Bolívia, em partida amistosa, em 6 de abril de abril de 2013.

“Isso é fruto do trabalho dos jogadores, que entendem que o foco de trabalho tem que ser esse. No momento estamos em outra competição, mas provamos que, se for profissional e levar a sério, essa camisa te leva a lugares que você não acredita”, encerrou Gilson Kleina.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade