Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Mais um preso em Oruro é reconhecido em confusão no Mané Garrincha

São Paulo (SP)

Envolvido no caso da morte do garoto boliviano Kevin Espada, em fevereiro deste ano, o corintiano Fabio Neves Domingos, o Dumemo, voltou a figurar em episódio de confusão nos estádios. Em informação divulgada pelo jornal Lance!, nesta sexta-feira, foi confirmada a participação do torcedor em briga nas arquibancadas do Mané Garrincha, em Brasília, no último domingo, durante confronto com Vasco.

Através de quatro fotos, peritos criminais do Distrito Federal analisaram a anatomia dos envolvidos e concluíram que Domingos estava entre eles, sendo reconhecido por comparação de estruturas, proporções e características faciais individualizadoras. Anteriormente, o torcedor ficou preso durante cinco meses em Oruro.

Membro da Gaviões da Fiel, Fabio Neves é o terceiro corintiano envolvido no caso de Kevin Espada a ser reconhecido na briga em território brasiliense. Leandro Silva de Oliveira, o Soldado, e Cleuter Barretos Barros, o Manaus, já haviam sido detectados, proibidos de entrar nos estádios paulistas por 90 dias e indiciados pela Polícia Civil do DF, enquadrados no artigo 41-B do Estatuto do Torcedor.

Além do trio de Oruru, o vereador Francisco Morato Raimundo Cesar Faustino (PT) também fez parte da briga e recebeu punição. Ainda há possibilidade de os envolvidos serem condenados, podendo ficar três anos proibidos de entrar em estádios nacionais e precisar se apresentar em local determinado pela Justiça duas horas antes de partidas do Corinthians e sair duas horas depois.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade