Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Mano critica Heber Roberto Lopes por não acatar opinião de assistente

Salvador (BA)

Enquanto os jogadores do Flamengo optaram por não citar a arbitragem após a derrota por 3 a 0 para o Bahia, Mano Menezes criticou o juiz Heber Roberto Lopes. O técnico se mostrou insatisfeito com a decisão do árbitro em validar o segundo gol do Bahia, marcado por Wallyson, mesmo com o assistente sinalizando impedimento de Rafael Donato no lance.

“O assistente estava certo, dá para ver na repetição que, mesmo sem tocar na bola, o jogador do Bahia participou do lance e, por isso, o impedimento deveria ter sido marcado. Um gol assim no fim do primeiro tempo causa uma mudança de postura no time”, declarou o treinador.

Para o comandante rubro-negro, a decisão mudou o rumo da partida. “Influiu diretamente no andamento do jogo. Estamos vindo do jogo contra o Botafogo, onde precisamos marcar três vezes para valer um gol. Hoje, surpreendentemente, o árbitro escolhe não acatar a sinalização de alguém que está lá somente para fazer isso, que é o assistente”, declarou o treinador.

Mesmo reclamando da arbitragem ressaltando uma bola da trave de Marcelo Moreno, Mano Menezes também criticou o desempenho de seus jogadores. “De todos os jogos que o Flamengo fez sob o meu comando esse foi o que produzimos menos. Criamos algumas oportunidades de gols claras, como a bola do Moreno na trave que voltou nas mãos do goleiro, mas não tem jeito, ainda vamos sofrer um pouco até a metade do campeonato, no mínimo”, analisou.

O Rubro-negro soma 10 pontos na 17ª posição do Campeonato Brasileiro. No domingo, às 16 horas (de Brasília), a equipe carioca enfrenta o Atlético-MG no Estádio Mané Garrincha pela 11ª rodada da competição.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade