Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Mesmo com vantagem, Vasco terá força máxima contra o Nacional

Rio de Janeiro (RJ)

O zagueiro Rafael Vaz e o atacante André não têm condições de vestir a camisa do Vasco na Copa do Brasil - por terem atuado por outros clubes na competição - e estão fora da partida contra o Nacional, quinta-feira, em São Januário. Mas se depender do técnico Dorival Júnior serão os únicos desfalques do time. O treinador não admite poupar ninguém para a revanche, apesar de o time ter aberto uma vantagem de dois gols na primeira partida.

Tenório, autor dos gols da equipe cruzmaltina na vitória em Manaus, está confirmado no ataque. O atacante equatoriano deve fazer dupla com Marlone, muito elogiado pela comissão técnica por sua atuação diante do Corinthians, no último domingo, quando entrou na vaga de Eder Luís, que está de saída para o Al Nasr, dos Emirados Árabes. Na zaga, Jomar deve ser confirmado ao lado de Cris. Até mesmo Juninho Pernambucano, que vem sendo preservado em algumas partidas para evitar o desgaste físico, deve começar jogando e disputar ao menos o primeiro tempo.

Para o treinador cruzmaltino, não faz sentido poupar jogadores, já que o Nacional mostrou na primeira partida que é um time que merece muito respeito: “Vamos enfrentar um time rápido, traiçoeiro e inteligente. Precisamos ter muita atenção para que o Vasco não seja apanhado de surpresa”.

Com o time completo, à exceção das ausências de Vaz e André, o Vasco pode perder por até um gol para se classificar para as quartas-de-final da Copa do Brasil. Caso isso aconteça, o time da colina enfrentará na próxima fase o vencedor de Fluminense e Goiás.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade