Futebol/Copa Sul-Americana - ( - Atualizado )

Na 'hora errada', Portuguesa e Bahia estreiam na Sul-Americana

São Paulo (SP)

A disputa da Copa Sul-Americana não veio em boa hora para Portuguesa e Bahia, que priorizarão o Campeonato Brasileiro – enquanto a Lusa está na zona de rebaixamento da competição nacional, o Tricolor tenta se recuperar e voltar a lutar pelo G-4. Os dois times se enfrentarão nesta quinta-feira.

Muito desfalcada, a equipe rubro-verde tentará levar uma vantagem para a Fonte Nova, onde ambos voltarão a duelar, dia 28. Mas os nove desfalques deverão atrapalhar o técnico Guto Ferreira, que cogita usar uma escalação mista de titulares e reservas no Canindé.

O volante Muralha, os meias Henrique e Washington e os atacantes Diego Viana e Romão estão machucados. Já o zagueiro Lucas Silva, o lateral-direito Ivan e o volante Bruninho estão na fase de transição entre o departamento médico e o campo, e ainda não têm condições de jogo.

Divulgação/Portuguesa
Comissão técnica da Lusa entendeu que Copa Sul-Americana será segundo plano do time
Para completar a lista de baixas, o volante Ferdinando, que vinha formando dupla com Bruno Henrique, teve amigdalite e foi vetado pelo DM do clube. A dor de cabeça de Guto Ferreira só diminui quando o treinador se lembra de que terá algumas novidades à disposição para as 21h50 (de Brasília) desta quinta.

Cañete, Diogo e Gilberto, por exemplo, estavam suspensos do jogo contra o Botafogo, no último domingo. Moisés, recuperado de dores musculares, também poderá aparecer na formação – no entanto, o comandante só deverá confirmá-la minutos antes da partida.

De certo, a estreia do lateral-esquerdo Magal, contratado do próprio Bahia. “Cheguei aqui há quase duas semanas. Treinei muito. Agora tenho que colocar todo esse tempo dentro de campo. Estreia é sempre complicada, porque tem o condicionamento físico e psicológico”, analisou o jogador.

Sobre o adversário, Magal confirmou que poderá ser um ‘espião’ de Guto Ferreira. “Conheço metade do time, pelo menos, então sei dos pontos positivos e negativos dele. Isso é importante no futebol, ajuda bastante. Então se precisarem de alguma coisa que estiver ao meu alcance, poderei ajudar”.

Do outro lado do choque, o interesse pela Série A também fala mais alto. Tanto é que Cristóvão Borges divulgou a lista dos relacionados sem o zagueiro Rafael Donato, os volantes Fahel e Hélder e o meia Marquinhos, que serão poupados. Ítalo Melo, contundido, e Souza, gripado, também estão fora.

Divulgação/E. C. Bahia
Com três jogadores poupados, Bahia quer manter 'freguesia' da Lusa em mata-matas
Perguntado sobre a decisão da comissão técnica, o defensor Lucas Fonseca revelou aprovação. “É importante. Dois jogos por semana sobrecarregam. Todo mundo quer ajudar, e também é bom dar uma recuperada”, comentou, antes de pedir que ele e os seus colegas não sofram gols na capital paulista.

No histórico recente de mata-matas entre Portuguesa e Bahia, boas lembranças só para os baianos, que eliminaram os paulistas nas duas últimas vezes: nas Copas do Brasil de 2002 (3 a 0 e 2 a 2) e 2012 (2 a 0 e 0 a 0). A última vitória rubro-verde foi na Série B de 2009, com um 4 a 1 em Salvador.

FICHA TÉCNICA:
PORTUGUESA-SP X BAHIA-BA

Local: estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 22 de agosto de 2013, quinta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)

PORTUGUESA: Glédson; Alê, Lima, Diego Augusto e Magal; Willian Arão, Corrêa (Renan), Cañete e Jean Mota (Carlos Alberto); Bruno e Bergson (Héverton)
Técnico: Guto Ferreira

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson (Ângulo), Lucas Fonseca, Titi e Raul; Feijão, Diones e Rafael Miranda; Talisca, Wallyson e Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade