Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

No Mineirão, Cruzeiro defende liderança do Brasileiro contra o Vasco

Wanderson Lima e Gazeta Press Belo Horizonte (MG)

Após a eliminação na Copa do Brasil, o Cruzeiro volta sua atenção para o Campeonato Brasileiro. Neste domingo, a equipe tenta manter a liderança a partir das 18h30 (de Brasília) deste domingo, contra o Vasco, no Mineirão. A partida irá marcar o reencontro do zagueiro Dedé com seu ex-clube. Já para os cruz-maltinos, o duelo serve para acabar com uma série sem vitórias na competição.

A história mostra que em 31 jogos contra o Vasco, no Mineirão, o Cruzeiro venceu 16, maioria absoluta, contra 11 empates e apenas quatro triunfos do time de São Januário. O último revés dos cruzeirenses para os vascaínos aconteceu em 2000, partida válida pela Copa João Havelange. Após este jogo, as duas equipes atuaram mais oito vezes em Belo Horizonte, com sete vitórias do Cruzeiro e apenas uma derrota.

Juliana Flister/VIPCOMM
Partida deste domingo marca reencontro do zagueiro Dedé com o Vasco da Gama
Eliminado da Copa do Brasil no meio de semana, os cruzeirenses querem dar uma satisfação para a torcida conquistando o título Brasileiro. O goleiro e capitão Fábio garante que o time já esqueceu a derrota inesperada e voltou o foco para o Brasileirão e para continuar na ponta da tabela.

“Agora é continuar focado, pois temos vantagem de estar na primeira colocação. Então, dependemos somente do nosso trabalho para neste domingo voltar a vencer e esperamos o torcedor sempre incentivando. Se Deus quiser vamos buscar esse título do Campeonato Brasileiro”, afirma.

O técnico Marcelo Oliveira terá ao menos três desfalques certos. O volante Souza, ainda entregue ao departamento médico, e o também volante Nilton, que está lesionado e suspenso pelo terceiro cartão amarelo, são dois. Na mesma situação está Borges, lesionado. Sem ostitulares do meio-campo, Henrique, que se recuperou de grave lesão no púbis, deve aparecer na equipe. Já Júlio Baptista, principal contratação da equipe na última janela, fará sua estreia como titular celeste.

Marcelo Sadio/Divulgação/Vasco da Gama
Ausente no jogo contra o Nacional-AM, Juninho volta ao meio campo do Vasco no Mineirão
No Vasco, a classificação para as quartas de final da Copa do Brasil trouxe certa tranquilidade. No entanto, a situação no Campeonato Brasileiro não é assim: os cruz-maltinos não vencem há três rodadas e estão no meio da tabela. Um novo resultado ruim pode deixar a equipe carioca mais perto da zona de rebaixamento da competição.

Para esta partida, o técnico Dorival Júnior terá os retornos de cinco titulares, que não atuaram contra o Nacional-AM: o lateral direito Fagner, o zagueiro Rafael Vaz, o volante Wendel, o meia Juninho Pernambucano e o atacante André. Além disso, o comandante confirmou a manutenção de Marlone entre os titulares. Revelado nas categorias de base do clube, o jovem jogador marcou seu primeiro gol como profissional pelo clube no meio de semana e exaltou a chance que vem sendo dada.

“O Dorival Júnior vem me dando muitos conselhos, para eu sempre manter os pés no chão, nunca achar que é absoluto e sempre colocando na minha cabeça que eu tenho que evoluir mais. Só tenho a agradecer a oportunidade e com certeza a cada dia tentar evoluir e ajudar a equipe do Vasco”, diz..

De desfalque, o meia Pedro Ken, impedido de atuar por cláusula contratual, já que está emprestado ao Vasco pela Raposa. Após treinamento na manhã deste sábado, em São Januário, Dorival Júnior sinalizou Willie, emprestado pelo Vitória, como titular, formando trio de ataque com Marlone e André.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO X VASCO

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 1º de setembro de 2013, domingo
Hora: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues Guerra (SP)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Dedé, Bruno Rodrigo e Egídio; Lucas Silva, Henrique (Leandro Guerreiro), Éverton Ribeiro e Júlio Baptista; Willian e Ricardo Goulart
Técnico: Marcelo Oliveira

VASCO: Diogo Silva; Fagner, Cris, Rafael Vaz e Yotún; Abuda, Wendel e Juninho; Willie, Marlone e André;
Técnico: Dorival Júnior

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade