Futebol/Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Palmeiras sente que evitou tragédia e somou "mais de três pontos"

William Correia São Paulo (SP)

Não fosse o gol de Leandro aos 49 minutos do segundo tempo, o Palmeiras seria o primeiro anfitrião a permitir que o Paysandu, dono de uma das piores campanhas na Série B do Brasileiro, a pontuar na competição. O vacilo no Pacaembu já era considerado uma tragédia. Mas evitá-la, na visão dos atletas, valeu mais do que os três pontos que ampliaram a vantagem do time na liderança.

“Lutamos muito até o fim. Mais do que parte técnica, foi na vontade. É um jogo que temos que valorizar muito não pela atuação, mas pela disposição e o resultado. Em jogos assim, não se consegue a vitória, mas conseguimos três pontos que valem mais do que os três pontos que estarão na tabela”, indicou Fernando Prass.

Na classificação, o resultado foi ainda mais positivo porque Chapecoense e Paraná empataram por 2 a 2 em Chapecó. O Verdão abriu sete pontos para os catarinenses e, mesmo com dois jogos a mais, é o líder também na contagem de pontos perdidos.

Tudo graças a um péssimo resultado que foi evitado. “Precisamos de total atenção pra não acontecer nenhuma tragédia, como quase aconteceu hoje (sábado)”, disse Leandro, herói de uma tarde na qual a retranca paraense esteve perto de se tornar a primeira derrota palmeirense no Pacaembu na Série B.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Jogadores do Palmeiras comemoram vitória conquistada no último minuto contra o Paysandu
“Já estávamos com dificuldades pela postura do time deles com 1 a 0. Eles estavam muito, muito fechados, tentando jogar o mínimo possível e impedir que jogássemos o mínimo possível, encerando bastante o jogo. Depois, com 2 a 0, ficou pior ainda”, lembrou Prass, que levou o 2 a 0 aos 21 minutos do segundo tempo.

“Temos que dar muitos parabéns à torcida, que cobrou e apoiou muito. Estão de parabéns pela festa que fizeram, foi um combustível a mais. Independentemente de termos jogado abaixo do que nos acostumamos, vontade nunca faltou e buscamos o gol da vitória até o último minuto”, comemorou Alan Kardec, autor do primeiro gol palmeirense neste sábado.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade