Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Paulo Comelli culpa falta de capricho e desfalques por empate

Do correspondente Wanderson Lima Belo Horizonte (MG)

O América-MG desperdiçou boa chance de chegar ao G-4 da Série B ao empatar em casa por 1 a 1 contra o xará potiguar. Se tivesse vencido o América-RN o Coelho estaria na quarta posição com 28 pontos e teria ultrapassado o Paraná Clube, mas o técnico Paulo Comelli não considerou que o empate foi desastroso. Segundo ele, a falta de capricho e os desfalques prejudicaram o time alviverde.

“Nós tivemos muitas dificuldades, o que já esperávamos. Primeiro porque perdemos o Vitor Hugo, o Willians, o Nikão, suspensos. No caso do Vitor Hugo nem tanto, porque o Jaílton foi muito bem. Mas perdemos também o Tiago Alves que saiu machucado com três minutos. Foram três jogadores de velocidade que nós perdemos e isso influência bastante. O Kaio entrou no lugar no Tiago, mas é outra característica. Mesmo assim tivemos um volume de jogo muito maior do que o adversário, mas faltou tranquilidade”, analisou.

Comelli lamentou os pontos perdidos em casa, mas demonstra confiança na recuperação. O América-MG enfrenta a Chapecoense na próxima terça-feira, em partida adiada da 9ª rodada. Apesar de o adversário ser uma das sensações da Série B, o treinador não teme em jogar na casa do adversário.

“Temos feito bons jogos fora de casa. E time que quer chegar não pode temer a ninguém. A Chapecoense tem um time forte, com um excelente preparador físico, que é filho do Paulo Paixão. Mas temos condições de ir lá e vencer”, disse Comelli, que lembra que o América-MG estará reforçado. “O Willians, o Nikão e Vitor Hugo tiveram o descanso, e isso também será importante para o grupo”, concluiu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade