Futebol/Copa do Brasil - ( )

Por vaga nas quartas de final, Grêmio e Santos medem forças na Arena

Dos correspondentes Rodrigo Martins e Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

Mais uma vez, Grêmio e Santos estarão frente a frente em duelo de mata-mata. Em 2007, o Tricolor Gaúcho levou a melhor nas semifinais da Libertadores. Em 2010, foi a vez de o Peixe dar o troco, na semifinal da Copa do Brasil. Agora, ambos se enfrentam na Arena do Grêmio, nesta quarta-feira, a partir das 21h50 (de Brasília), de olho em uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. A vantagem é santista: a equipe praiana fez 1 a 0, na Vila Belmiro, no jogo de ida.

Mesmo jogando em casa e precisando reverter o resultado, o Grêmio deve entrar com um esquema cauteloso nesta quarta. A equipe deve ser a mesma que tem obtido grandes resultados fora de casa no Brasileirão: um 3-5-2 com três volantes (Souza, Ramiro e Riveros) e nenhum meia de origem. Com este time, o Tricolor Gaúcho bateu Vasco e Flamengo, fora de casa, na semana passada.

A manutenção do esquema não é apenas uma opção do técnico Renato Gaúcho. O que dificulta os planos do treinador gremista de contar com um meia criativo é a provável ausência de Zé Roberto. O veterano, de 39 anos, está praticamente recuperado de lesão muscular, e talvez apareça como surpresa. No entanto, Zé Roberto fará um teste antes do jogo para saber se terá condições de entrar em campo e, a tendência, é que o experiente meio-campista não jogue nesta quarta.

A volta de Zé Roberto deve ocorrer mesmo é no próximo sábado, contra a Ponte Preta, pelo Brasileirão. Isso porque o paraguaio Riveros, convocado por sua seleção, desfalcará a equipe contra Ponte e Goiás, e será desfalque. Diante do Santos, Renato deve manter os três volantes, sendo que Riveros e Ramiro ganharão liberdade para se soltarem e ajudar o ataque, com têm feito no Brasileiro – o mesmo vale para os alas Pará e Alex Telles.

Ivan Storti/Santos FC
Jovem revelação do Santos, Gabriel, de 16 anos, fará sua segunda partida seguida como titular
Do lado do Santos, o técnico, Claudinei Oliveira, tem alguns problemas para montar o seu time. O lateral-direito Cicinho, que já defendeu a Ponte Preta no torneio nacional, não pode atuar. Com isso, Rafael Galhardo será o seu substituto, mais uma vez. Na zaga, o capitão Edu Dracena está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O jovem Gustavo Henrique irá ocupar o seu posto, formando dupla de defesa ao lado do experiente Durval.

Mas o principal problema de Claudinei está no meio-campo. Alan Santos seria escalado, só que o volante machucou o pé direito ao pisar na tela de um computador, durante ensaio para uma peça de teatro em sua igreja, e foi vetado pelo departamento médico do clube praiano. Sendo assim, o experiente volante Marcos Assunção e o meia Leandrinho brigam pela posição que resta no setor, ao lado de Alison, Cícero e Montillo, respectivamente.

Entretanto, o treinador não fez mistério com relação ao ataque e confirmou que o novato Gabriel, que balançou as redes nas duas últimas partidas - contra Grêmio e Vitória – será mantido ao lado de Thiago Ribeiro.

Indagado sobre a pouca experiência de Gabriel para um jogo decisivo, Claudinei Oliveira destacou ter plena confiança no avante e procurou tirar um pouco do peso da partida para a nova revelação das categorias de base da equipe santista.

Ivan Storti/Santos FC
O atacante Kleber terá, ao lado do argentino Barcos, a missão de balançar as redes santistas
“Temos que procurar tirar um pouco da ansiedade, pois a responsabilidade é sempre minha. Quem escala sou eu. A obrigação dele é igual a dos outros, mas a responsabilidade maior é sempre minha pelos resultados”, discursou o comandante alvinegro.

Claudinei ainda apontou que o Santos não deve se portar de maneira excessivamente defensiva em Porto Alegre, mesmo o empate ou uma derrota por um gol de diferença, desde que balançando as redes adversárias fora de casa, sendo o suficiente para que o Peixe avance na competição.

“A nossa postura não vai mudar. É o sistema (tático) que a gente vem jogando, sofrendo poucos gols, com o Thiago evoluindo, tem a chegada do Montillo também e com o Gabriel, que tem feito os gols”, concluiu o treinador.

FICHA TÉCNICA
GRÊMIO X SANTOS

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Data: 28 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Fabiano da Silva Ramires (ES)

GRÊMIO: Dida; Werley, Rhodolfo e Bressan; Pará, Souza, Ramiro, Riveros e Alex Telles; Kleber e Barcos
Técnico: Renato Gaúcho

SANTOS: Aranha; Rafael Galhardo, Gustavo Henrique, Durval e Mena; Alison, Marcos Assunção (Leandrinho), Cícero e Montillo; Gabriel e Thiago Ribeiro
Técnico: Claudinei Oliveira

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade