Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Prass cita armadilha para goleiros em Joinville e vibra com vitória

Joinville (SC)

O Palmeiras venceu o Joinville por 1 a 0 com gol de Mendieta aos cinco minutos de jogo e sem sofrer finalizações perigosas, mas Fernando Prass demonstrou toda a tensão que sentiu em campo dando entrevistas enquanto caminhava para os vestiários. As condições da Arena Joinville, a chuva, o frio e a própria partida como perigos para ele.

“Ficou uma armadilha para os goleiros. Jogo à noite, chuva, o campo do jeito que estava, e eu sem ser muito acionado. Não peguei nenhum chute de longe, e, se tivesse um, seria complicado. Eu estava frio e o contato da luva com a bola não é o mesmo”, comentou o veterano, sincero.

A elogiada Arena Joinville não oferece boas condições em seu campo, segundo o jogador mais velho do Verdão. Além disso, os visitantes não conseguiram atacar em condições de levar susto ao adversário – perdeu uma oportunidade clara em contra-ataque no primeiro tempo, quando Wesley saiu na cara do goleiro adversário e chutou para fora.

“O gramado já não estava bom e a chuva deixou mais complicado ainda, a bola ficou muito viva e enfrentamos um time perigoso na bola parada. E não conseguimos encaixar um contra-ataque para matar o jogo no segundo tempo”, comentou Prass, feliz pela vitória independentemente das complicações. “Mais fácil ou difícil que seja o jogo, o que importa são os três pontos.”

O Palmeiras lidera a Série B do Campeonato Brasileiro com cinco pontos e duas partidas a mais em relação à Chapecoense, segunda colocada, e volta a campo no sábado, quando recebe o Paysandu no Pacaembu às 16h20 (de Brasília).

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade