Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Rebaixamentos rivais preocupam Fabrício: "19º lugar cai, amigo"

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Volante do Cruzeiro que se salvou do descenso no Campeonato Brasileiro de 2011 com vitória na partida derradeira, Fabrício está preocupado com a situação de sua atual equipe. O São Paulo ganhou nove pontos de 36 possíveis, não vence há dez jogos e é o penúltimo colocado.

"Foi um ano muito difícil aquele. A experiência que peguei lá é que a gente tem que tratar o assunto logo, resolver logo. Lá, a gente falava muito que não ia cair, que estava cedo, e a gente se salvou na última rodada. Tem que tomar as providências logo, tem que se incomodar com a situação na tabela", disse, nesta terça-feira, dois dias depois da derrota para a Portuguesa.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Volante são-paulino citou exemplo de quedas rivais para justificar sua preocupação no Brasileiro
Embora tenha se livrado da queda para a segunda divisão dois anos atrás - na ocasião, com uma goleada por 6 a 1 sobre o rival Atlético-MG -, Fabrício citou o rebaixamento de outros grandes clubes (Vasco, Botafogo, Grêmio, Palmeiras e Corinthians) para lembrar que a história são-paulina não basta para terminar a competição nacional acima das últimas quatro posições.

"Pela situação em que a gente se encontra hoje... A gente está em 19º lugar, e 19º cai, amigo. Temos que sair logo disso. A trajetória é realmente longa para conseguir, mas temos que trabalhar. Não adianta ficar falando que isso ou aquilo. Se tivesse a resposta, estava tudo muito simples", observou o volante.

"Camisa por si só não ganha jogo. Não adianta entrar em campo se achando que está no São Paulo, que tem essa estrutura maravilhosa. A gente está em uma situação ruim. Temos evoluído, mas não é o bastante ainda. Temos que melhorar mais para conseguir virar. Tem que se impor, não achar que camisa e história vão resolver. Não é assim", continuou.

A nova tentativa de findar o jejum no campeonato será às 19h30 (de Brasília) de quinta-feira, contra o quinto colocado Atlético-PR, no Morumbi. O estádio foi palco da última vitória, em 29 de maio, sobre o Vasco, então treinado por Paulo Autuori, atual comandante são-paulino.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade