Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Santos sai na frente, mas cede empate ao Vasco nos minutos finais

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Com um gol do capitão Edu Dracena, o Santos esteve prestes a voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. No entanto, o Gigante da Colina chegou ao empate nos minutos finais, com um gol do zagueiro Rafael Vaz, que decretou o 1 a 1 no placar, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro, em confronto válido pela 14ª rodada do Brasileirão.

O resultado fez a equipe praiana cair para a 16ª posição, agora com 15 pontos. Já os cariocas subiram para o nono lugar, com 19 pontos ganhos na tabela de classificação da Série A.

Na próxima rodada, os santistas visitam o Bahia, domingo, às 18h30 (horário de Brasília), na Arena Fonte Nova. Um dia antes, os cruzmaltinos recebem o Grêmio, em São Januário.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Com um gol de cabeça, o zagueiro Edu Dracena abriu o placar para o Santos na Vila Belmiro
O jogo - O Santos começou a partida pressionando e, logo no primeiro minuto, quase abriu o placar. O meia Montillo cruzou pela direita para dentro da grande área, mas o centroavante Willian José ‘furou’ o chute e desperdiçou uma boa chance, com a bola sobrando para o goleiro Diogo Silva.

Pouco depois, aos três, o Peixe chegou com perigo novamente. O volante Alan Santos cruzou de perna esquerdo para a grande área, buscando o meia Cícero, que tocou de cabeça, assustando o arqueiro vascaíno.

Aos sete, Montillo arrancou com velocidade pelo lado esquerdo, cruzando para Willian José cabecear para o gol, mas a bola não ganhou força e Diogo Silva fez a defesa, sem dificuldades.

Arte GE.Net
Os cariocas assustaram pela primeira vez, aos 15, quando Abuda arriscou de perna esquerda, da entrada da área, exigindo uma boa defesa de Aranha, que espalmou a bola para escanteio.

O Gigante da Colina quase abriu o placar aos 24, quando Fillipe Souto fez o levantamento para a área, a bola não foi desviada por nenhum dos seus companheiros de time, mas Arnha estava tanto para evitar o gol dos visitantes.

O Vasco também levou perigo ao gol santista aos 30, quando o estreante Montoya recebeu dentro da área, com liberdade, tocou na saída de Aranha e a bola passou muito perto da trave.

A equipe carioca ainda criou a última boa oportunidade de gol do primeiro tempo. Aos 41, Henrique fez o cruzamento da esquerda, para Fagner emendar a finalização de primeira, para boa defesa parcial de Aranha. No rebote, André não conseguiu completar para o fundo das redes.

Na volta para a etapa complementar, o técnico interino do Peixe, Claudinei Oliveira, sacou o volante Alan Santos para a entrada do meia Leandrinho.

Aos seis, Cícero passou por elevação para Neílton dentro da área, Diogo Silva saiu mal do gol e a bola sobrou para Léo. O experiente lateral teve a chance de empurrar para a rede, mas o zagueiro Jomar conseguiu salvar os vascaínos.

Em uma noite pouco inspirada, o jovem Neílton foi substituído por Thiago Ribeiro, aos 14. Três minutos mais tarde, Dorival Júnior fez a primeira alteração no Gigante da Colina. Montoya saiu para a entrada de Marlone.

O Vasco esteve perto do gol quando o zagueiro Rafael Vaz, aos 22, soltou uma bomba em cobrança de falta, para a defesa de Aranha. O goleiro santista deu rebote, porém, o lance foi anulado pela arbitragem, por impedimento.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Os jogadores do Santos lamentaram o gol de empate do Vasco no último lance do jogo
O time praiano respondeu aos 28, também em cobrança da falta. Cícero bateu por cima da barreira, mas Diogo Silva estava na jogada e espalmou a bola para escanteio.

No entanto, o Santos chegaria ao gol. Com 31, o zagueiro Edu Dracena aproveitou o cruzamento de Montillo, que fez um levantamento preciso após rebote de um escanteio, para cabecear sem chances de defesa para o arqueiro cruzmaltino: 1 a 0 para o Peixe.

Os donos da casa poderiam ter ampliado a vantagem com Cícero, aos 37, mas o meia pegou mal na bola e isolou passe dado por Montillo, dentro da área. Aos 43, Léo desperdiçou lance parecido, outra vez com passe do meio-campista argentino.

As chances perdidas nos últimos minutos fizeram falta ao Santos, que sofreu o empate com um gol do zagueiro Rafael Vaz, aos 46, garantindo um ponto para os visitantes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade