Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

São-paulinos seguem presos em Brasília por agredir flamenguista

Brasília (DF)

Três torcedores do São Paulo seguem detidos na 5ª Delegacia de Polícia de Brasília, acusados de participar da agressão a um flamenguista, antes do início da partida entre os dois times, no domingo, no entorno do Mané Garrincha.

Genivaldo da Silva, 34 anos, Moisés Oliveira Paulino, 46, e Ricardo Alves Maia, 37, são membros da Torcida Independente. De acordo com a Polícia Civil, o último, inclusive, é presidente da organizada. O trio mora em São Paulo e já tem passagem anterior pela polícia.

O flamenguista agredido tem 38 anos, passou por cirurgia na mandíbula fraturada, na madrugada desta segunda-feira, e encontra-se em estado estável, sem risco. O Hospital de Base de Brasília informou que os ferimentos no rosto e na testa foram leves e sem gravidade.

Segundo nota da Secretaria de Estado Extraordinária da Copa de 2014 (Secopa), "mais de 600 homens da PM garantiram a segurança do estádio neste domingo, além de outros 400 do corpo de segurança". Vídeos da confusão, no entanto, mostram passividade dos policiais no momento.

A Secopa destacou que a agressão foi a primeira ocorrência dessa natureza registrada nos arredores do estádio desde sua inauguração.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade