Futebol/Brasileiro Série B - ( )

Sem Libertadores em 2014, Brunoro diz: foco no ano sempre foi subir

William Correia São Paulo (SP)

A derrota por 3 a 0 para o Atlético-PR na quarta-feira irritou o presidente Paulo Nobre pela atuação apática do Palmeiras e frustrou torcedores que sonhavam com o tricampeonato na Copa do Brasil para disputar a Libertadores no ano de seu centenário, em 2014. Mas o diretor executivo José Carlos Brunoro garante: os planos sempre estiveram focados na volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

“Nossa previsão no trabalho do marketing está em cima de coisas que podem acontecer, não do imponderável. Não havia uma certeza de ida para a Libertadores”, declarou Brunoro, que também cuida do departamento de marketing do Verdão e minimizou os prejuízos pelo fracasso logo na primeira fase que o clube disputou na Copa do Brasil.

“Estamos com o planejamento muito forte para que o Palmeiras esteja na Série A no ano que vem. Isso que seria importantíssimo e fazemos o possível porque temos condições disso. Se não estivermos na Série A, o planejamento realmente ficará desconfigurado”, alertou.

O discurso do diretor executivo tem sido exatamente esse desde sua contratação, há sete meses. Foi com o argumento de pensar na disputa da Série B que ele, por exemplo, explicou a rápida liberação de Barcos para o Grêmio em troca de cinco jogadores para reforçar um então enxuto elenco – embora ainda falte aos gaúchos ceder um atleta e Vilson já tenha sido vendido por R$ 700 mil para o Stuttgart, da Alemanha.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Diretor ressaltou que planejamento neste ano sempre foi para garantir o clube na Série A no centenário
Hoje, Brunoro se sente satisfeito com o grupo à disposição de Gilson Kleina. “Quando assumimos, tínhamos 18 jogadores, mas em pouco tempo nos realinhamos. Dissemos em uma reunião naquela época, na nossa primeira concentração, em Itu, que montávamos um grupo que rapidamente teria que se transformar em uma equipe. Conseguimos”, lembrou.

“Estou satisfeito. Tivemos uma participação tão boa quanto a de outros brasileiros na Libertadores, nos classificamos no Paulista e estamos bem na Série B. Na Copa do Brasil, foram só dois jogos, e eu só estaria mais preocupado se tivéssemos perdido ambos, mas ganhamos um e perdemos o outro”, prosseguiu.

A satisfação é tanta que Paulo Nobre já anunciou que a base do time do Palmeiras no ano de seu centenário será o mesmo que lidera a Série B com folga atualmente. “Fazemos avaliações o ano inteiro. Estamos no radar de jogadores e agora é mais fácil porque as contratações são pontuais, não genéricas. Quando precisar, sabemos onde trazer”, completou Brunoro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade