Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Sindicato sai em defesa de assistente acreano que se atrasou

Natal (RN)

O Sindicato dos Árbitros do Acre saiu em defesa do assistente João Gomes Jácome, escalado para compor o trio da partida entre América-RN e ASA, na última terça-feira. O acreano errou o local do jogo e acabou chegando ao estádio Barretão apenas no segundo tempo.

“(João Gomes Jácome) erroneamente se deslocou para o estádio Nazarenão, na cidade de Goianinha, quando a partida seria realizada no Estádio Barretão, em Ceará-Mirim”, diz parte da nota.

Em sua defesa, Jácome afirmou que o erro foi cometido por um taxista, que o levou para o Nazarenão, localizado na cidade de Goianinha, situada a 60 quilômetros de Natal.

O assistente foi afastado preventivamente dos sorteios da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e será julgado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva).

Godoi comenta “trapalhada” de assistente acreano

Veja a nota na íntegra:

"O Sindicato vem a público se solidarizar com o assistente João Gomes Jácome que na última terça-feira cometeu um lamentável equívoco quando escalado na partida da Série B do Campeonato Brasileiro entre América-RN e ASA. Erroneamente se deslocou para o estádio Nazarenão, na cidade de Goianinha, quando a partida seria realizada no Estádio Barretão, em Ceará-Mirim. Ao constatar o erro, tentou de todas as formas chegar a tempo para a partida, mas pela distância (cerca de 60 quilômetros), ficou impossibilitado sua participação no confronto.

O sindicato entende que como qualquer ser humano que é passível de erros, o assistente errou, mas pelo seu histórico na arbitragem que é amplamente favorável por ser uma pessoa altamente responsável, esforçada, competente e cumpridora de seus compromissos sem uma vírgula sequer que possa manchar ou macular sua imagem, merece a compreensão e novas chances por parte da CA-CBF.

João Jácome tem e terá o apoio e a compreensão desta entidade que preza pela excelência da arbitragem, mas acima de tudo respeita os limites e a fragilidade de todos os seres humanos.

Força irmão, o sindicato está com você!"

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade