Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Wellington usa conversa com Autuori para superar queda de rendimento

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O volante Wellington se destacou na campanha do São Paulo na conquista da Copa Sul-americana do ano passado, mas caiu de rendimento nesta temporada. Cobiçado por clubes do exterior, o meio-campista explica que as propostas interferem em sua concentração, mas alega que não pode usar as ofertas como desculpa.

“Não vou mentir e falar que a proposta não mexe com a cabeça do atleta, ainda mais da minha, porque vim de baixo e minha família precisa de mim. Mas não vou colocar a culpa em proposta, a culpa é minha por jogar mal. Tenho de ajudar o São Paulo a sair dessa situação”, comentou.

O meio-campista despertou o interesse de Galatasaray e Internazionale de Milão, manifestando seu sonho de atuar na Europa. Porém, nesta última semana de janela de transferências nos principais campeonatos do exterior, a diretoria tricolor já descartou a saída do atleta.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Wellington teve uma conversa com o técnico Paulo Autuori para iniciar a reação contra a má fase
Em função da má fase, Wellington perdeu a condição de titular ainda na época de Ney Franco e seguiu instável com a chegada de Paulo Autuori. Porém, o jogador explicou que uma conversa com o treinador foi determinante para sua recuperação.

“Tive muita conversa com o Paulo, que é um excelente treinador. Ele sabia do momento que eu estava passando, porque expus o que vinha acontecendo na minha vida. Ele falou comigo e confiou em mim para meu bom momento voltar”, acrescentou.

Wellington emplacou uma nova sequência na formação principal, contando também com o espaço gerado pela ausência de Denilson, que passou por cirurgia no joelho direito e ainda não está à disposição de Autuori.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade