Futebol/Eurocopa de 2020 - ( - Atualizado )

32 países demonstram interesse em sediar Eurocopa de 2020, diz Uefa

Nyon (Suíça)

O Comitê Executivo da Uefa confirmou que 32 países se candidataram para receber jogos da Eurocopa de 2020, que terá novo sistema de disputa, criado no começo deste ano: 13 cidades serão eleitas para a competição continental, em dois tipos de “pacotes”, como definiu a entidade.

Uma cidade sediará as semifinais e a final do torneio, outras quatro, as quartas de final e três jogos da primeira fase, e outras oito terão as oitavas de final e mais três partidas da etapa inicial. Alguns países, como a Espanha, por exemplo, lançaram a candidatura de mais de uma cidade.

“Estamos extremamente orgulhosos em ver o enorme interesse no processo de candidatura, com mais da metade dos nossos membros querendo sediar jogos da Eurocopa de 2020”, comemorou o presidente da Uefa, Michel Platini. “As finais serão uma grande celebração no continente da Europa”, acrescentou.

Divulgação/UEFA
Candidatura da Eurocopa de 2020 já tem grande procura, afirma Uefa: edição será do aniversário de 60 anos da competição
Daqui a menos de sete anos, a Eurocopa fará 60 anos, fator que aumenta o interesse dos filiados. Alemanha e Espanha são as maiores campeãs, com três títulos cada. A França vem logo atrás, com dois. Rússia, Itália, Holanda, República Tcheca, Dinamarca e Grécia também já levantaram a taça.

Candidatos:

Alemanha (Munique), Armênia (Erevan), Azerbaijão (Baku), Belarus (Minsk), Bélgica (Bruxelas), Bulgária (Sofia), Cazaquistão (Astana), Croácia (Zagreb), Dinamarca (Copenhague), Escócia (Glasgow), Espanha (Madri, Barcelona, Bilbao e Valencia), Finlândia (Helsinque), França (Lyon), Grécia (Atenas), Holanda (Amsterdã), Hungria (Budapeste), Inglaterra (Londres), Irlanda (Dublin), Israel (Jerusalém), Itália (Roma e Milão), Macedônia (Skopje), País de Gales (Cardiff), Polônia (Varsóvia e Chorzow), Portugal (Lisboa e Porto), República Tcheca (Praga), Romênia (Bucareste), Rússia (São Petersburgo), Sérvia (Belgrado), Suécia (Solna), Suíça (Basileia), Turquia (Istambul) e Ucrânia (Kiev e Donetsk).

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade