Futebol/Bastidores - ( )

Adalberto volta à diretoria com cargo mais próximo de Juvenal

São Paulo (SP)

Afastado oficialmente do São Paulo desde o último dia 25 de julho, quando pediu demissão do cargo de diretor de futebol, Adalberto Baptista está de volta ao clube tricolor. Homem de confiança do presidente Juvenal Juvêncio, o empresário retorna a alta cúpula para ocupar função de diretor secretário-geral, que estava vaga desde a saída de Affonso Renato Meira, no início de julho deste ano.

Criticado pela torcida e em atrito com membros importantes do elenco, Baptista deixou o cargo depois de entrar em conflito com o goleiro Rogério Ceni. Na ocasião, o dirigente questionou tecnicamente o capitão do time tricolor, lembrando um problema físico no pé direito e falhas nas reposições de bola.

Entretanto, antes de renunciar, o empresário aproveitou a participação do São Paulo na Copa Suruga, realizada no Japão, para arquitetar três jogos em território europeu. A excursão também não agradou aos jogadores e ao treinador Paulo Autuori, que questionaram o calendário feito pela alta cúpula tricolor.

Agora, pouco mais de um mês depois de entregar carta de demissão, Baptista retorna ao clube em função ainda mais próxima de Juvenal Juvêncio. Segundo a assessoria do São Paulo, o cargo abrange a parte burocrática da agremiação, com o empresário sendo responsável pela assinatura de atas das reuniões realizadas.

Apesar da alteração, o site oficial do clube tricolor ainda aponta Affonso Renato Meira como responsável pela função. No entanto, Meira deixou o cargo no início de julho já visando às eleições presidenciais do próximo ano. A expectativa é de que o ex-dirigente apoie o oposicionista Marco Aurélio Cunha, que tem o advogado Kalil Rocha Abdalla como candidato.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Homem de confiança de Juvenal Juvêncio, Adalberto Baptista terá função burocrática no São Paulo

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade