Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Após condicional, Breno deve voltar ao São Paulo em janeiro de 2014

Munique (Alemanha)

Preso após incendiar a própria casa, em setembro de 2011, o zagueiro Breno já poderá começar a pensar a sua volta ao futebol daqui a alguns meses. De acordo com o jornal alemão Die Welt, o brasileiro vem apresentando bom comportamento na prisão e poderá ser solto em janeiro de 2014.

Atualmente, Breno cumpre regime semi-aberto e trabalha nas categorias de base do Bayern de Munique, clube que ajuda o jogador física e psicologicamente. No entanto, o diretor-executivo Karl-Heinz Rummenigge deixou claro: “Ele não voltará a jogar por nós”.

Rummenigge confirmou que Breno está longe da condição física ideal, mas explicou. “Fisicamente, ele tem defeitos. Mas isso não é surpreendente, já que está há um longo tempo na prisão. Mas queremos levá-lo o mais rápido para o alto nível; Ele se sente muito confortável. O trabalho lhe dá alegria”, disse.

AFP
Com comportamento exemplar na prisão, Breno deverá ser libertado em janeiro de 2014, voltando ao São Paulo
Breno foi condenado a três anos e nove peses de prisão, mas seu bom comportamento surpreendeu as autoridades carcerárias, que veem muita confiança no atleta e colocam em pauta a liberdade condicional aproximadamente dois anos antes do cumprimento da pena total.

No final de 2012, o São Paulo, clube que revelou Breno, anunciou contrato de três temporadas com o defensor, “visando dar segurança, estabilidade e acima de tudo perspectiva para o jogador”, como explicou um comunicado oficial. A agremiação também afirmou que iria acompanhar sua situação judicial.

A expectativa é a de que Breno volte a se vestir de tricolor assim que foi libertado. Ele foi revelado no Morumbi em 2007, quando conquistou o Campeonato Brasileiro. Na temporada seguinte, foi negociado com o Bayern, onde nunca teve sequência no time titular.

Uma grave lesão no joelho também foi problema, e o brasileiro acabou sendo emprestado ao Nuremberg. Depois, possíveis depressão e dependência alcoólica teriam motivado Breno a incendiar a própria casa, que ficou totalmente destruída após o ato.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade