Futebol/Eliminatórias 2014 - ( - Atualizado )

Após derrota, Trapattoni deixa o comando da seleção irlandesa

Dublin (Irlanda)

Depois de cinco anos e meio, o italiano Giovanni Trapattoni não é mais técnico da Irlanda. O treinador anunciou sua saída nesta quarta-feira, horas depois de a equipe ser derrotada por 1 a 0 pela Áustria, resultado que a deixou com poucas chances de classificação para a Copa do Mundo de 2014.

Trapattoni tem 74 anos e foi hexacampeão italiano pela Juventus. O último título que conquistou foi o Campeonato Português da temporada 2004/05 pelo Benfica. Na seleção irlandesa, onde está desde 2008, ele venceu 26 das 64 partidas que disputou. A equipe esteve perto de disputar a Copa do Mundo de 2010, mas acabou não se classificando, após sofrer um polêmico gol de mão de Thierry Henry no final do último jogo das Eliminatórias, contra a França (empate por 1 a 1).

“Giovanni nos deixa com um grupo de bons jovens jogadores que formarão a base da equipe escalada pelo novo treinador nas Eliminatórias da Eurocopa de 2016”, disse John Delaney, dirigente da Federação Irlandesa de Futebol, em comunicado.

O principal nome especulado pela imprensa europeia para assumir o cargo de Trappatoni é o norte-irlandês Martin O'Neill, com passagens por Celtic, Aston Villa e Sunderland. A Irlanda é a quarta colocada do Grupo C das Eliminatórias. Para garantir a vaga na repescagem para a Copa, precisa de duas vitórias nos dois jogos finais e de uma combinação de resultados envolvendo Áustria e Suécia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade