Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Após ‘revolução’ dos atletas, Campeonato Carioca será reduzido

Rio de Janeiro (RJ)

Baseados nas críticas constantes ao calendário do futebol no Brasil, reforçada por união de jogadores importantes no início desta semana, os quatro principais clubes cariocas estiveram reunidos com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro nesta sexta-feira. O resultado do encontro foi a redução do formato do Campeonato Carioca para apenas um turno, fase semifinal com um jogo e final em dois.

Leia mais: Na última quinta-feira, presidente da Ferj já dava a mudança como concretizada

A reunião foi realizada na sede da Ferj sob comando do presidente Rubens Lopes e reuniu representantes de Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama, além de Alfredo Sampaio, vice-presidente da Federação Nacional de Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf), presidente do Sindicato de Atletas de Futebol do Rio de Janeiro (Saferj) e secretário-geral da Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol (FBTF).

De acordo com o calendário divulgado pela Confederação Brasileira de Futebol, o Campeonato Carioca teria início no dia 12 de janeiro, mantendo o sistema de disputa com a Taça Guanabara e a Taça Rio para definir o campeão. Após o encontro nesta sexta, os clubes e a Ferj anunciaram que o Estadual deve começar em 19 de janeiro. Horas mais tarde, as federações de Minas Gerais e Rio Grande do Sul também acertaram a nova data de início.

Sem a fórmula com dois turnos, as 16 equipes garantidas na primeira divisão se enfrentarão em pontos corridos por 15 rodadas. Os quatro primeiros colocados avançam para fase semifinal, com jogo único. A grande decisão será disputada em dois confrontos. Com a aprovação dos times ‘grandes’, a Ferj espera reunião com o restante dos clubes para sacramentar a mudança.

O novo formato, que reduziria o número de datas de 21 para 19 em relação às edições passadas, também depende da aprovação do Conselho Nacional do Esporte. A Ferj ainda planeja mudanças mais drásticas para depois de 2015, quando o Estatuto do Torcedor permitirá novas alterações na fórmula disputa, como reduzir o número de equipes, excluir jogos no meio de semana e iniciar o torneio apenas em fevereiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade