Futebol/Eliminatórias Sul-americanas - ( - Atualizado )

Argentina passeia sobre o Paraguai e se garante na Copa do Mundo

Assunção (Paraguai)

Maior rival brasileiro no futebol, a Argentina carimbou vaga para a Copa do Mundo de 2014 no País. Os albicelestes aproveitaram o momento instável entre torcida e seleção paraguaia, colocaram a bola no chão e construíram goleada tranquila por 5 a 2. Com o triunfo, os argentinos mantém a liderança isolada das Eliminatórias Sul-americanas com 29 pontos, ainda restando duas partidas para o final da disputa. Os guaranis têm apenas 11 na vice-lanterna.

Irritados com a má campanha da equipe comandada por Victor Genes, os torcedores paraguaios começaram a partida no estádio Defensores del Chaco em clima de protesto. Durante o toque de bola da seleção da casa, as vaias tomavam conta das arquibancadas. Quando os argentinos trocavam passes, os gritos eram de “olé”.

E foi dessa maneira que Di Maria deixou Aguero livre na grande área para driblar o goleiro Fernández e sofrer penalidade. O craque Lionel Messi foi para a cobrança com muita tranquilidade e esperou o arqueiro rival se atirar no canto esquerdo para tocar com categoria no lado esquerdo aos 12 minutos.

AFP
Lionel Messi fez dois de pênalti e liderou a Argentina rumo à classificação para a Copa do Mundo
Se Messi decidia na frente, Romero complicava na defesa para os comandados de Alejandro Sabella. Em lance despretensioso pela ponta esquerda, o habilidoso Núñez se esticou para desviar cruzamento da linha de fundo e bateu sem ângulo para o gol. Romero não conseguiu agarrar e só pôde lamentar a falha cinco minutos depois da abertura do placar.

Núñez tentava recuperar a confiança do torcedor com jogadas insinuantes, principalmente nas costas de Zabaleta, enquanto Ayala arrisca faltas e escanteios fechados para tentar surpreender o inseguro Romero. Quando os guaranis eram donos do jogo, porém, Zabaleta se redimiu com ótimo lançamento para Messi ajeitar de peito e Aguero mandar um belo chute cruzado aos 31 minutos para retomar a vantagem.

Dispostos a cravar de vez a passagem para o Mundial no Brasil, os argentinos voltaram para a etapa complementar em ritmo acelerado e precisaram de oito minutos para construir uma goleada. Primeiro, aos quatro, Di Maria invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado com estilo. Depois, novamente de pênalti, Messi soltou a canhota na bola e deixou Fernández vendido mais uma vez.

Aos 15 minutos, faltou pouco para o quinto gol sair. Messi deixou Di Maria na cara do gol e o jogador do Real Madrid deu toque sutil por cobertura. A bola já cruzava a linha fatal quando Óscar Romero se atirou na frente de Palacio e rifou o perigo. Lavezzi, que entrou justamente na vaga de Palacio, também teve chance em chute cruzado.

Já nos instantes finais, o experiente Roque Santa Cruz completou cruzamento preciso de Samudio e anotou o segundo dos paraguaios. Aos 44, no entanto, a Argentina voltou a balançar as redes. O veterano Maxi Rodríguez, que entrou no lugar de Gago, tabelo com Messi e mostrou frieza para fechar o placar no Defensores del Chaco.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade