Futebol/Brasileiro Série A - ( )

Atleticanos lamentam empate com um a mais: “Não era o nosso dia”

Goiânia (GO)

O Atlético-MG teve, no último sábado, diante do Goiás, no Serra Dourada, uma grande oportunidade para embalar de vez no Campeonato Brasileiro. Dominou o primeiro tempo, teve um jogador a mais em boa parte da etapa complementar, mas não conseguiu balançar as redes e amargou um melancólico empate por 0 a 0. Ao fim do confronto, os jogadores alvinegros queixaram-se do resultado.

“Temos que lamentar o empate. A equipe foi muito abaixo do que pode, acho que todo mundo. Não foi nosso dia. Mesmo com um jogador a mais não soubemos aproveitar, mas agora é bola para frente porque aqui (Serra Dourada) é complicado jogar”, afirmou o atacante Diego Tardelli.

Após ser melhor em toda a primeira etapa, o Atlético-MG passou a atuar com um jogador a mais a partir dos 27 minutos do segundo tempo. O lateral direito do Goiás, Vitor, sofreu falta dura de Pierre e revidou, ainda no chão, com um pontapé na cabeça do atleticano. Foi expulso imediatamente, mas não viu sua equipe sofrer tantos riscos. Isto porque o Galo não conseguiu criar boas chances de gol e sequer assustou o arqueiro Renan. Para Tardelli, porém, a má atuação da equipe mineira tem algumas justificativas.

“Envolve bastante coisa, o clima, o calor, um campo grande em que não estamos mais acostumados a jogar por atuarmos no Independência. Além disso, até tivemos chances no primeiro tempo, mas no segundo deixamos a desejar, todo mundo abaixo do que vinha jogando nos quatro jogos anteriores”, completou.

Estreante no confronto deste sábado, o zagueiro Emerson, que teve uma atuação regular ao lado de Réver e não comprometeu, também lamentou o empate em Goiânia. “Não era o resultado que queríamos. Gostaríamos de sair daqui com a vitória, principalmente quando eles tiveram um jogador expulso. Mas acho que não tem que reclamar, ganhamos um ponto pelo empate, agora é descansar e pensar no próximo jogo”, afirmou.

O jogo ao qual Emerson se refere acontece já na próxima quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), contra o Fluminense, no estádio Independência, em Belo Horizonte. Para este confronto, o Galo contará com a volta de Ronaldinho Gaúcho, que ficou de fora no último sábado com dores na coxa. Foi isto, pelo menos, o que garantiu o técnico Cuca.

“O Ronaldo sofreu somente um tostão (joelhada na coxa) e joga quarta-feira contra o Fluminense. Sobre o Dátolo, falaram que foi dor na coxa, mas não é isso. É uma pubalgia. Então não é uma situação fácil”, explicou o treinador do atual campeão da Copa Libertadores da América e 12º colocado do Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade