Futebol/Copa do Brasil - ( )

Atrasado, Renato Augusto não deverá ficar pronto para pegar o Grêmio

Marcos Guedes São Paulo (SP)

Renato Augusto passou há 30 dias por uma artroscopia no joelho direito. O procedimento foi “bem-sucedido”, de acordo com o Corinthians, mas o jogador mais uma vez ultrapassará bastante a estimativa original de tempo de afastamento feita pelo departamento médico.

“O prazo para o retorno aos gramados é de cinco semanas”, informou o clube, logo após a cirurgia, realizada na unidade Morumbi do Hospital São Luiz. Já se passaram quatro semanas, e o meio-campista ainda não passa perto dos campos do CT do Parque Ecológico, ficando restrito à sala de fisioterapia.

“Foi uma lesão de joelho, é um pouco mais preocupante. Quando ele for entregue à preparação física e começar a trabalhar com bola, vamos observar a reação dele”, afirmou o médico Julio Stancati, que preferiu não fazer uma nova previsão para o retorno do atleta de 25 anos.

Divulgação/Agência Corinthians
Renato Augusto agradou bastante quando esteve em campo, mas esteve pouco (foto: Daniel Augusto Jr.)
A comissão técnica não trabalha com grande esperança de contar com Renato no segundo confronto com o Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Após empate sem gols no Pacaembu, o Corinthians buscará a classificação em Porto Alegre, em 23 de outubro.

O meio-campista agradou bastante quando esteve em campo desde sua chegada ao clube alvinegro, em janeiro, mas esteve pouco. Concretizando as preocupações sobre seu histórico recente de problemas físicos, ele atuou em apenas 24 dos 59 jogos da equipe na temporada.

Em março, Renato Augusto sofreu uma lesão muscular na coxa direita, que levaria, em tese, cerca de seis semanas de recuperação. Voltou após mais de três meses, sendo decisivo na conquista da Recopa Sul-americana. Pouco depois, fraturou um osso do rosto, mostrando disposição para assumir o risco de jogar com a face frágil.

Já com a camisa 8, herdada de Paulinho, o carioca teve novas boas apresentações até começar a reclamar das dores no joelho direito que tornaram necessária a artroscopia. Tite evita comentar o assunto, para que suas declarações não sejam dadas como desculpa, mas vê o problema como decisivo na queda de rendimento do time.

Justamente pelo histórico, o retorno do meia vem sendo tratado com cautela. Quando ele for entregue pelos médicos aos preparadores físicos, haverá uma preocupação em tornar relativamente equilibrada a força de suas pernas. O desequilíbrio constante, fruto de uma lesão anterior no joelho esquerdo, é uma das causas das frequentes contusões musculares.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade