Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Autuori nega sorte para segurar 1 a 0: "Prefiro falar em trabalho"

São Lourenço da Mata (PE)

Para confirmar a vitória desta terça-feira sobre o Náutico, o São Paulo precisou se segurar com um jogador a menos por cerca de 20 minutos, depois de ter aberto o placar em Pernambuco. Apesar de o time ter contado com ajuda da trave para ter sucesso, Paulo Autuori não gostou de ouvir a palavra "sorte".

"É muito fácil falar em sorte, mas eu prefiro falar em trabalho", disse o treinador, elogiando a maneira como seus atletas se comportaram em campo após o cartão vermelho recebido pelo zagueiro Antônio Carlos, no começo da segunda etapa. "Perdemos um jogador na partida, mas conseguimos nos manter. Futebol é jogo".

"Em partidas assim, é preciso ter dedicação e sacrifício para buscar a vitória. E estou satisfeito, porque sei o quanto os jogadores lutaram e batalharam para que isso acontecesse. O importante é ganhar e manter esse espírito vitorioso", acrescentou.

Rubens Chiri/www.saopaulofc.net
Treinador tricolor abraça Aloísio depois do gol do centroavante, aos 27 minutos do segundo tempo
O triunfo por 1 a 0, com gol de Aloísio aos 27 minutos do segundo tempo - dois minutos depois, Olivera acertou cabeceio na trave direita da meta defendida pelo goleiro Rogério Ceni -, levou o São Paulo ao 17º lugar do Brasileiro, com os mesmos 18 pontos do Fluminense (primeiro colocado fora da zona de rebaixamento), mas em desvantagem nos critérios de desempate.

A próxima partida será já na quinta-feira, contra o Criciúma, no Morumbi. "A equipe já está com moral, porque não perdemos a cabeça e tivemos pouco tempo para trabalhar. Jogamos de forma organizada, dentro do jogo, e as coisas aconteceram de maneira sólida. Tudo que nós queremos, agora, é evitar o retrocesso".

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade