Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Calendário adia reunião para definir líder e ampliar cobranças à CBF

São Paulo (SP)

O manifesto público contra o calendário elaborado para 2014 não é a única cobrança à CBF preparada pelos 75 atletas que assinaram o protesto, mas novas ações são atrapalhadas exatamente pelo alto número de jogos. Falta tempo para que os jogadores se reúnam para definir novas reivindicações e líderes do movimento.

Jogadores pedem reunião com CBF
Ex-Seleção, Dunga apoia manifesto

De acordo com representantes dos atletas, a expectativa é de que novas medidas cobrando melhor postura da CBF sejam divulgadas nos próximos dias. A intenção é que alguns dos nomes se posicionem à frente do movimento para tomar as ações.

O problema é o alto número de partidas que já acontece nesta temporada. Por isso, não há nem data definida para que ocorra um encontro entre alguns jogadores. Na próxima semana, contudo, as definições devem ser anunciadas, já que as conversas têm acontecido através de celular entre os atletas.

Os maiores candidatos a líderes do movimento são Paulo André e Alex. O zagueiro do Corinthians já discutiu publicamente em evento em São Paulo com o presidente da CBF, José Maria Marin, enquanto o meia do Coritiba invalidou o poder da entidade em entrevista recente ao jornal Lance!, afirmando que “quem manda é a Globo”.

Nas próximas semanas, novas posturas também devem ser tomadas. A ideia é não se limitar ao número de jogos, mas também com relação a salários atrasados, gramados de baixa qualidade e outros problemas já antigos do futebol brasileiro. Tudo deve ser formatado em uma pauta de discussão com a CBF.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Paulo André discutiu com Marin no Fórum Nacional do Esporte, no mês passado, e pode liderar movimento

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade