Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Caramelo pode ser solução para Muricy escalar três zagueiros

Tossiro Neto São Paulo (SP)

Muricy Ramalho faz suspense antes de seu primeiro jogo na volta ao São Paulo. Ele fechou parte do último treino de posicionamento para enfrentar a Ponte Preta (a partir das 21 horas desta quinta-feira, no Morumbi), dando a entender que vai escalar um time diferente daquele que esboçou no dia anterior, diante dos jornalistas. O segredo pode ser o esquema.

Em vez do 4-2-3-1 ensaiado na terça-feira, o treinador utilizaria uma formação com três zagueiros (Paulo Miranda, Rodrigo Caio e Antônio Carlos). Mas, ao tirar Rodrigo Caio da lateral direita, ele ficaria praticamente sem opções para o setor, já que Douglas ainda se recupera de contratura na coxa esquerda, enquanto Lucas Farias foi convocado para servir à Seleção Brasileira sub-20 em amistoso.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Terceira opção na lateral direita, jogador de 19 anos agrada a Muricy desde a época do Mogi Mirim
A solução é Mateus Caramelo. Contratado em maio, o lateral disputou apenas uma partida oficial até aqui pelo São Paulo (além da derrota por 1 a 0 para o Goiás, a primeira no Campeonato Brasileiro, atuou também em amistosos contra Londrina e Flamengo) e já havia se tornado terceira opção no elenco, porém agrada bastante ao novo treinador e pode tomar a posição de alguém do sistema ofensivo - possivelmente o atacante Aloísio, que teria acusado dor muscular.

Quando ainda estava no Santos, Muricy viu Caramelo, recém-promovido ao time titular do Mogi Mirim, destacar-se ofensivamente contra sua equipe na semifinal do Campeonato Paulista. Com estilo agudo, o jogador de 19 anos deu muito trabalho ao lateral esquerdo Léo e construiu a jogada do primeiro gol da partida, vencida nos pênaltis pelo time litorâneo depois de empate por 1 a 1.

Na terça-feira, contudo, Muricy desconversou sobre a possibilidade de repetir o esquema 3-5-2, o qual lhe garantiu títulos na passagem anterior pelo clube, encerrada quatro anos atrás. "No Brasil, não dá para ter esquema pronto. Tem que ver os jogadores que você vai ter. E esse tipo de esquema é difícil encaixar atualmente", alegou.

Embora o treinador tenha testado o time com outro desenho tático no único treino aberto, atuar com três zagueiros no Morumbi não seria exatamente uma grande surpresa. Muricy já despistou prévias de suas escalações diversas vezes na carreira. Até mesmo no jogo mais importante dela, contra o Barcelona, na decisão do Mundial de Clubes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade