Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Cássio se preocupa com fase do time, mas defende Tite “até a morte”

Luiz Ricardo Fini São Paulo (SP)

O Corinthians está cada vez mais distante da zona de classificação para a próxima Copa Libertadores da América. Com risco de ficar fora do G-4 deste Campeonato Brasileiro, o técnico Tite virou alvo de algumas reclamações de torcedores, mas o goleiro Cássio avisa que o elenco tem plena confiança no treinador.

“Ele está normal, é nosso comandante e nós o respeitamos muito. Ele me ajudou muito quando cheguei e nós vamos até o fim juntos, até a morte”, afirmou. No entanto, o goleiro reconhece que seria decepcionante para a equipe não conseguir a vaga na edição de 2014 do torneio continental.

“O pensamento é de chegar ao G-4 e, depois, vamos ver (se é possível) o título. Vamos jogar a Copa do Brasil com concentração e foco, porque teremos uma partida importantíssima em casa e ajuda muito passar sem sofrer gols. Se não conseguirmos uma vaga na Libertadores, vai ser uma decepção para nosso time”, afirmou.

Divulgação/Agência Corinthians
Cássio reconhece que ficar fora da Libertadores seria decepcionante (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)
O Timão aparece na 11ª posição do Brasileirão, com 31 pontos, oito a menos do que o quarto colocado Grêmio. O outro caminho para a Libertadores é a Copa do Brasil. Único remanescente paulista no torneio de mata-mata, a equipe de Tite enfrenta o próprio Grêmio, na quarta-feira, pelo primeiro confronto das quartas de final.

Apesar de o trajeto alternativo ser viável, Cássio não desiste do Brasileirão e avisa que o elenco ainda está concentrado para as 15 rodadas que restam nestes pontos corridos, sem abdicar também do mata-mata.

“Para nós, jogadores, é uma cobrança, porque o Corinthians sempre busca o título. Pensamos que vamos chegar e temos confiança nisso, porque nosso grupo é forte e unido”, comentou.

O Corinthians disputa a Libertadores de forma consecutiva desde 2010, tendo, inclusive, obtido o título inédito da competição na edição do ano passado, quando se classificou para triunfar no Mundial de Clubes.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade