Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Claudinei aponta falhas santistas, mas valoriza proximidade do G-4

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Apesar de ter sido pressionado pelo Criciúma nos minutos finais da partida, o Santos venceu o Tigre por 2 a 1, na noite deste domingo, na Vila Belmiro, e pulou para a sétima posição no Campeonato Brasileiro. O resultado agradou ao técnico Claudinei Oliveira, que mesmo reconhecendo as dificuldades encontradas pelos seus comandados, enalteceu o fato de o Peixe ter se aproximado do G-4 do Brasileirão.

“O jogo estava em nossas mãos, só que tomamos um gol de bola parada e se tornou dramático, sem necessidade. O Criciúma pouco criou e acho que fizemos um grande primeiro tempo. O problema na segunda etapa foi que o Montillo estava sem ritmo, o Leandrinho cansou um pouco e o Willian José não marca a subida do lateral. Com isso, nós sobrecarregamos o Arouca e o Renê Júnior”, explicou Claudinei, que ainda admitiu falta de atenção no gol catarinense.

“Não gosto de individualizar ou apontar culpados, mas alguém falhou. Em lance de bola parada, cada um marca o seu adversário. Então, se levamos o gol, é porque houve erro”, ponderou o treinador santista.

Claudinei Oliveira também valorizou o resultado obtido contra o Criciúma, especialmente por conta de concorrentes diretos por uma vaga na próxima Copa Libertadores da América, terem tropeçado – Fluminense e Coritiba empataram, assim como o Grêmio diante do Vitória, fora de casa; o Internacional-RS foi derrotado pela Portuguesa, enquanto o Corinthians ficou no 0 a 0 com o líder Cruzeiro.

“Me cabe valorizar a vitória, pois os três pontos conquistados nos levaram ao sétimo lugar. Devemos enaltecer isso, em uma rodada na qual o Botafogo, que briga pelo título brasileiro, é derrotado pelo Bahia e o Inter perde da Portuguesa, ambos em casa. Ganhamos do Criciúma e, enfim, não podemos nos empolgar, devemos continuar trabalhando”, concluiu.

Os gremistas estão na quarta colocação, com 39 pontos, e estão sete pontos a frente dos alvinegros. Em compensação, o Santos pode reduzir essa distancia, caso bata o Náutico, na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro, em confronto atrasado da 11ª rodada do Brasileiro.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade