Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Cobrado, Dorival Júnior se nega a colocar demissão do Vasco em pauta

Salvador (BA)

Há sete jogos sem vencer, o Vasco se vê afundado cada vez mais. Após o empate sem gols com o Bahia, na Fonte Nova, na tarde deste domingo, o técnico Dorival Júnior tentou valorizar o ponto conquistado, mas teve até que responder sobre sua permanência ou não no clube carioca.

Isto porque o time é o 18º colocado do Campeonato Brasileiro e poderá se consolidar na zona de rebaixamento nas próximas rodadas. A diretoria, então, poderia tentar causar algum choque no elenco, já que uma nova degola seria outro desastre para a história da tradicional agremiação esportiva.

Marcelo Sadio/vasco.com.br
Dorival Júnior gostou do que viu na Fonte Nova e se negou a colocar demissão em pauta
Mesmo assim, Dorival Júnior confia na salvação alvinegra. “Os resultados não representam o que a gente tem jogado. Já peguei equipes em situações piores, e não pretendo sair. Tenho capacidade para fazer um bom trabalho, mas respeito toda e qualquer decisão que for tomada”, disse na coletiva pós-jogo.

Lamentando a “falta de sorte” dos seus comandados nas últimas exibições, o treinador acha que, se esta evolução continuar, o Vasco terminará esta temporada na elite do futebol nacional. “Se mantivermos essa intensidade, vamos alcançar os nossos objetivos; Mas precisamos de mais”, reconheceu.

Na quinta-feira, o Vasco terá mais uma chance para tentar sair da zona de queda. O adversário será o Internacional, que também ainda não se encontrou na competição nacional. O duelo está marcado para o Moacyrzão, em Macaé (RJ), por conta da punição imposta pelo STJD.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade