Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Com desfalques, Levi viaja a São Paulo sem definir time do Náutico

Recife (PE)

Em busca de uma sequência impecável no segundo turno para escapar de um provável rebaixamento, o Náutico visita a Portuguesa nesta quinta-feira, mas o treinador Levi Gomes ainda tem dificuldades para definir a equipe titular alvirrubro. Os volantes Elicarlos e Martinez estão suspensos pelo terceiro cartão amarelo, o que pode fazer com que o comandante passe a improvisar em alguns setores.

“Já tenho um formato diante do que vi da Portuguesa, mas só confirmo o time em São Paulo depois do treino desta quarta-feira, no CT do Palmeiras. Posso manter o 4-4-2, tenho a opção de entrar com três zagueiros e ainda num 4-3-3”, analisou Levi Gomes, logo após o último treino antes de embarcar para São Paulo.

Após o trabalho desta terça-feira, o treinador comentou sobre os jogadores que costumam ser improvisados, como os volantes Derley, Dadá e Auremir, que passaram a jogar pelas laterais do campo diante da falta de opções para o setor.

“Isso é bom porque dá ao treinador um leque maior de opções. Mas eu prefiro não inventar, procuro simplificar e onde cada um desses atletas render melhor pretendo colocá-lo”, analisou Levi Gomes. Uma das peças que vem atuando fora de posição, Auremir afirmou que já não se sente mais um jogador improvisado.

“Eu não me considero mais um improviso na lateral direita porque joguei o ano todo nesta posição e nunca usei isso como desculpa. Levi ainda não me passou nada, acredito que só em São Paulo. Eu trabalho para jogar e poder ajudar”, revelou Auremir, que entra em campo nesta quinta-feira, às 21 horas (de Brasília), no Estádio do Canindé.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade