Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Com início arrasador, Galo vence no Horto e aumenta crise no Vasco

Gazeta Press Belo Horizonte (MG)

O Atlético-MG fez valer seu favoritismo diante do combalido Vasco na noite deste domingo em Belo Horizonte, e venceu o duelo por 2 a 1. Fernandinho e Rafael Vaz, contra, marcaram os gols do Galo, no primeiro tempo. O Vasco tentou reagir e diminuiu com Dakson no segundo.

O resultado dá tranquilidade ao Atlético, que agora soma 31 pontos na oitava colocação do Brasileiro. Já o Vasco afunda cada vez mais na crise. Com os mesmos 24 pontos, ocupa a décima oitava colocação na tabela.

Atlético Mineiro e Vasco voltam a jogar pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo. Os mineiros recebem o Santos no mesmo Independência, enquanto o Vasco tem difícil compromisso diante do embalado Bahia, em Salvador

O jogo - O Galo começou o jogo impondo sua grande superioridade técnica sobre a frágil equipe vascaína, que ocupa a zona do rebaixamento e está sériamente ameaçada de ir para a Série B em 2014.

Divulgação
Ronaldinho brilhou no primeiro tempo com um passe e um gol e foi decisivo na vitória do Galo
Aos 2 minutos, Ronaldinho deu de calcanhar para Fernandinho, que se livrou da marcação e tocou para o fundo das redes, abrindo o placar no Independência.O jogo continuou a ser de um time só, com o Vasco esporadicamente avançando mas sem obrigar Victro a trabalhar. Aos 7, escanteio e a bola sobrou para Josué, que tentou o chute da entrada da área e mandou à direita de Michel Alves.

Nova chegada com perigo do Atlético aos 12. Desta vez foi Diego Tardelli que aproveitou bola longa para, mesmo sem ângulo, tentar a conclusão, mas Michel Alves espalmou pela linha de fundo. O Atlético chegou ao segundo gol aos 18 minutos. Tabela entre Tardelli, Jô e Michel, e este último é derrubado na entrada da área. Ronaldinho Gaúcho cobra e o zagueiro vascaíno Rafael Vaz desvia contra o próprio gol e marca contra.

O Vasco continuava sem reação, e tentou num chute de longe do meia Dakson, aos 20, e Victor fez a defesa.O terceiro gol atleticano quase saiu aos 36, quando Ronaldinho tentou encobrir o goleiro do Vasco após uma saída errada da zaga, mas Michel Alves chegou a tempo de evitar.O técnico Dorival Júnior resolveu mexer na equipe no intervalo e fez duas substituições de uma vez: entraram Yotún e Willie nas vagas de Wendel e Abuda, respectivamente.

Arte GE.Net
Surpreendentemente, o Atlético não voltou o mesmo para o segundo tempo, e permitiu que o Vasco, mesmo com suas limitações, entrásse no jogo. O time de São Januário passou a dominar o confronto e pressionar em busca do gol.

Logo no primeiro minuto da etapa final, os cariocas já mostraram um novo 'cartão de visitas'. Após troca de passes na entrada da área, o lateral Fagner cruza e a bola passa pela pequena área e assusta a defesa mineira.O Atlético teve boa chance aos 11, mas Jô tentou a finalização e não viu Ronaldinho livre, desperdiçando o ataque.

A partir daí, só deu Vasco, e o goleiro Victor se tornou o grande nome da partida. Aos 13, Yotún cruza com perigo e Victor manda pela linha de fundo. Dois minutos depois, Marlone, cara a cara com o goleiro, bate em cima de Victor. Na sequência, Edmílson solta uma bomba de fora da área e o goleiro do Galo salva mais uma vez.

O Vasco continuou infernizando a defesa do Galo até que foi recompensado aos 27, contando com uma falha de Victor. Dakson cobrou falta e a bola foi direto para o gol. Victor se atarpalhou e tomou por entre as pernas.O Vasco continuou em busca do improvável empate no Independência. Aos 31, Willie cruzou rasteiro da direita e Edmílson, dividindo com a zaga, mandou por cima do gol, assustando a torcida do Galo.

O Atlético resolveu voltar para o jogo e conseguiu chegar com perigo aos 34, em boa jogada de Diego Tardelli pela direita, mas a zaga vascaína impediu que a bola chegásse a Dátolo no segundo pau.O mesmo Dátolo perdeu uma chance incrível aos 40, após novo cruzamento de Tardelli. Sozinho e sem goleiro, o atacante fura e leva os atleticanos à loucura.

Outros gol incrível foi desperdiçado aos 43, desta vez por Ronaldinho. Após defender um chute de Tardelli, Micjhel Alves solta a bola nos pés do R10, que acerta a trave. Na sequência, Tardelli manda de bicicleta por cima do gol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade